Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
26/07/2005 - 11h00

Polícia e prefeitura fecham fábrica que fazia pamonhas em banheiros

Publicidade

AUGUSTO ZAUPA
da Folha Online

Uma fábrica e depósito de pamonha e curau foi fechada na manhã desta terça-feira sob acusação de produzir os alimentos sem condições de higiene. O estabelecimento está localizado na rua Dino Bueno, no bairro Campos Elíseos (região central de São Paulo).

"O local não tinha como funcionar. Essa pamonha era distribuída para diversos locais de São Paulo e não havia nenhuma higiene. O alimento era feito em banheiros imundos e ao lado de esgotos", disse Mário Jordão Toledo de Leme, delegado da 1ª Seccional --ele não soube informar a quantidade de produtos apreendidos.

O imóvel foi interditado e emparedado pelo Contru (Departamento de Controle de Uso de Imóveis) porque corria risco de explosão. "Além da fabricação imprópria, o local fazia redistribuição de gás de cozinha. Eles compravam botijões grandes e transferiam para pequenos, que eram comercializados. Mas esse procedimento era feito ao lado de fios de eletricidade, gerando um grande risco de explosão", afirmou o delegado.

Segundo Leme, os donos da fábrica e mais cerca de 30 pessoas que trabalhavam no local foram levadas para o 77ºDP (Santa Cecília), onde serão ouvidas.

Todo o material encontrado, por apresentar risco à saúde de eventuais consumidores, será destruído em um caminhão compactador de lixo da
Limpurb (Departamento de Limpeza Urbana), segundo informações da Prefeitura de São Paulo.

A operação também contou com o apoio do Corpo de Bombeiros, da Subprefeitura da Sé, da Polícia Militar e da GCM (Guarda Civil Metropolitana).

A reportagem não conseguiu localizar responsáveis pela fábrica para comentar o caso.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre interdições pelo Contru
  • Leia o que já foi publicado sobre apreensões de alimentos
  • Leia o que já foi publicado sobre o centro de São Paulo
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página