Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
31/10/2005 - 15h01

Governo conclui desativação das carceragens de DPs em São Paulo

Publicidade

da Folha Online

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou nesta segunda-feira a desativação das carceragens de 21 delegacias da cidade de São Paulo que ainda abrigavam presos até a semana passada.

O Programa de Desativação das Carceragens de Distritos Policiais da Capital foi anunciado em fevereiro de 2004. Inicialmente, previa a desativação da carceragem de 41 DPs. Porém, o número foi ampliado para 77.

Dos 93 distritos existentes na cidade, nove permanecem com carceragens para presos em trânsito --2º, 26º, 31º, 49º, 63º, 72º, 91º e 99º (masculinos) e 97º (feminino)--, e sete abrigam presos especiais. Elas têm capacidade, no total, para 647 presos.

De acordo com o governo do Estado, desde o dia 14 de março, todas as pessoas presas em flagrante são encaminhadas para os CDPs (Centros de Detenção Provisória). Aquelas que são presas no período noturno e nos fins de semana ficam nos distritos de trânsito até serem encaminhadas para um CDP;

Para abrigar os transferidos, estão sendo construídas três Penitenciárias Compactas Duplas no interior. Cada uma terá capacidade para 1.536 presos.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre carceragens de delegacias
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página