Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
13/11/2005 - 09h54

Cidade da Criança vai virar parque educativo

Publicidade

AMARÍLIS LAGE
da Folha de S.Paulo

Primeiro parque temático do país e sonho de consumo infantil na década de 70, a Cidade da Criança foi fechada.

A medida foi tomada pela Prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, no mês passado, depois que a Promotoria de Justiça do Ministério Público da região instaurou inquérito civil para apurar as condições de segurança dos brinquedos --daqueles que restaram, já que grande parte das atrações da Cidade da Criança foi desativada ao longo dos anos.

Agora, a prefeitura elabora um projeto para a transformação do parque. A reforma, cujo custo é estimado em R$ 7 milhões, deverá ser concluída entre julho e outubro do ano que vem.

A meta, no entanto, não é aproximar a Cidade da Criança de seus concorrentes, como o Playcenter, de acordo com o secretário municipal Admir Ferro, responsável pela coordenação de ações voltadas à comunidade. "Vamos fazer uma escola a céu aberto", diz.

Na prática, isso implica a saída de todos os permissionários que atuavam no parque --eles detinham 37 dos 49 brinquedos existentes na Cidade da Criança.

Os equipamentos da prefeitura, que serão reformados, e as novas atrações atenderão a uma proposta educativa. O antigo "Chapéu da Bruxa", por exemplo, deve ser transformado em uma grande oca, onde serão expostos objetos de arte indígena. Já o passeio de trem ganhará ao longo do percurso cenários representando diferentes regiões do país.

Onde hoje há um tanque de areia a idéia, é instalar um aparelho que simula a falta de gravidade no espaço. Também está prevista a instalação de um planetário e de antenas parabólicas para explicar a propagação do som.

Ao longo da semana, o acesso à Cidade será restrito às crianças da rede pública municipal. Só aos fins de semana é que o parque será aberto ao público em geral.

Cidade cenográfica

As mudanças englobam a cidade cenográfica da novela ""Redenção", ali filmada nos anos 60, pela TV Excelsior. Foi esse programa, na verdade, que fez com que a população começasse a ir ao local.

Após o fim da novela, as visitas continuaram, atraídas pela cidade cenográfica. Em 1968, a Cidade da Criança foi fundada e, nos anos seguintes, a área inicial foi integrada a outras duas e o parque passou a contar com 37.742 m2.

Segundo Ferro, a maioria dos imóveis da área cenográfica estava fechada. A idéia é reabrir alguns deles para abrigar projetos como fábrica de brinquedos tradicionais e sala de música.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre a Cidade da Criança

  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página