Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
20/12/2005 - 12h09

Leões abandonados aguardam transferência da Polícia Rodoviária

Publicidade

da Folha Online

Continuam sob custódia da Polícia Rodoviária Estadual de Minas Gerais os dois leões e as três leoas encontrados abandonados no domingo (18) em uma carreta.

A expectativa da Polícia Rodoviária é de que os animais sejam levados para o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) ainda na tarde desta terça-feira, mas o instituto não confirma.

Polícia Militar/Divulgação
Jaula onde os leões foram encontrados abandonados
Jaula onde os leões foram encontrados abandonados
Os animais estavam na caçamba de uma carreta própria para o transporte de animais, no km 40 da rodovia MG-427, que liga Uberaba a Conceição das Lagoas. O veículo foi levado para a sede da Polícia Rodoviária depois de uma ligação avisando sobre o abandono.

Segundo o tenente Alexsandro Augusto Rita, da Polícia Rodoviária Estadual, a caçamba teve a placa de identificação retirada. A principal suspeita é de que os animais tenham sido abandonados por um circo.

Polícia Militar/Divulgação
Um dos cinco leões abandonados em Uberaba
Um dos cinco leões abandonados em Uberaba
"Cada um deles come entre 8 kg e 10 kg de carne por dia. Conseguimos alimentá-los com doações de frigoríficos da região", afirma o tenente. Nesta manhã, os animais foram novamente alimentados com carne conseguidas ontem.

De acordo com o tenente, os animais aparentam ser adultos e estarem em boas condições de saúde.

Investigação

"Vamos procurar os possíveis donos. Não devem ter passado muitos circos pela região ultimamente", diz Cleber Pereira dos Santos, diretor do escritório do Ibama em Uberlândia.

Segundo Santos, a responsabilidade dos animais é de quem detém sua posse, e abandoná-los é crime. "Se não encontrarmos os donos, vamos procurar um zoológico que possa assumi-los", afirma.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre animais abandonados
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página