Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
28/12/2006 - 22h31

Espírito Santo decreta luto de três dias por mortos em ônibus da Itapemirim

Publicidade

da Agência Folha

O governador do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB), decretou luto oficial de três dias no Estado em homenagem às vítimas do ataque ao ônibus da viação Itapemirim no Rio de Janeiro.

O ônibus 6011, com 28 passageiros, saiu às 17h de quarta de Cachoeiro de Itapemirim (153 km de Vitória), com destino a São Paulo.

A Itapemirim informou que o ônibus saiu vazio de Afonso Cláudio (158 km de Vitória) e pegou os 28 passageiros em Cachoeiro de Itapemirim.

A empresa divulgou a relação dos passageiros liberados e a dos que estão hospitalizados, mas não informou a cidade natal de cada um.

A Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim informou que a maioria dos passageiros do ônibus é capixaba. "Grande parte das pessoas que embarcaram são de Cachoeiro ou de cidades vizinhas. Nas ruas já se ouve falar de pessoas que tinham parentes ou amigos no ônibus", disse o secretário de Comunicação, José Carlos Dias.

Na rodoviária de Cachoeiro de Itapemirim, uma psicóloga da viação atendeu pessoas que procuravam informações sobre parentes que viajaram pela empresa entre quarta e hoje.

Os sete ônibus que partem diariamente da rodoviária da cidade para o Rio de Janeiro operaram normalmente nesta quinta. A Itapemirim informou que não houve "grande desistência" de passageiros após o ataque.

Leia mais
  • Sobe para 19 número de mortos em onda de violência no Rio
  • Empresa divulga nomes de vítimas de ataque a ônibus no Rio
  • Governador eleito do Rio admite possibilidade de acionar Força Nacional
  • Secretário atribui ataques no Rio a possíveis mudanças no setor penitenciário
  • Polícia anuncia reforço no litoral de São Paulo

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre o crime organizado
  • Leia o que já foi publicado sobre ataques contra a polícia
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página