Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
11/01/2001 - 22h52

Princípio de incêndio atinge estúdio da Globo, no Rio

Publicidade

da Folha de S.Paulo, no Rio

Um grupo de 15 pessoas foi hospitalizado na noite de quinta-feira no Rio, vítimas de um incêndio que atingiu o estúdio F do Projac durante as gravações do programa "Xuxa Park", da Rede Globo.

Nesse grupo estão duas crianças, Marcos e Tamiris, que permaneciam internadas com queimaduras.

São os casos mais graves, mas não correm risco de morte, segundo nota oficial da Globo. As demais vítimas foram intoxicadas pela fumaça.

O fogo foi controlado pela Brigada de Incêndio da Globo. A apresentadora Xuxa, que estava no palco quando o incêndio começou, não foi atingida pela fumaça e pelas labaredas.

O Projac é o principal centro de gravações da Globo. Fica em Jacarepaguá (zona oeste).

Início

O fogo começou por volta das 20h45. De acordo com a emissora, uma faísca, possivelmente provocada por um curto-circuito na nave especial usada por Xuxa no programa, atingiu o teto do estúdio, que pegou fogo.

As vítimas consideradas mais leves foram atendidas no hospital Barra D'Or, na Barra da Tijuca (zona sul).

O Projac foi projetado para abrigar estúdios, módulos de produção e galpões de acervo.

Ocupa uma área de 1,3 milhão de metros quadrados, dos quais 120 mil são de área construída.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página