Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
08/02/2001 - 19h14

Ivete Sangalo e Ricardo Chaves acertam trégua em briga por bloco

Publicidade

RICARDO FELTRIN
Colunista da Folha Online

Diferentemente do que foi informado neste site esta semana, a briga judicial entre Ivete Sangalo e Ricardo Chaves não aconteceu por causa do bloco Cerveja & Cia., mas pelo bloco Coruja.

De qualquer forma, os dois músicos fecharam um acordo extra-judicial e puseram fim a um processo que já se arrastava há mais de dois anos.

A história começou quando Ivete e alguns sócios compraram o bloco Coruja, no final de 1998.

O bloco é considerado interessante porque é o segundo a sair na fila oficial do circuito Osmar.

O problema é que, quando Ivete comprou o bloco, não sabia que ele estava arrendado para Chaves. Aí começou a briga jurídica.

Chaves venceu em primeira instância; Ivete na segunda. Desgastados com a briga, sentaram, conversaram e fizeram um acordo pouco antes de sair a decisão final que, segundo fontes em Salvador, seria favorável ao cantor.

Por esse acordo, Chaves poderá puxar o bloco este ano em três dias. E terá direito a cantar também em 1 dia no ano que vem.

Em 2002, Ivete decidirá o que fazer do bloco. Enquanto isso, ela continua sendo a dona e "anfitriã" do bloco Cerveja & Cia., no qual ela vai sair neste e no próximo ano.

Clique aqui para ver o site de Carnaval

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página