Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
17/02/2001 - 04h08

"Carnabonde" inaugura folia de rua em Santos

Publicidade

GUILHERME ROSEGUINI, free-lance para a Folha
FAUSTO SIQUEIRA, da Agência Folha, em Santos

Reviver os antigos corsos carnavalescos, desfilar em embarcações especialmente decoradas, vestir-se de mulher ou se atirar no mar trajando roupas de papel.

Um tanto quanto pitorescas se comparadas aos faraônicos festejos do Rio de Janeiro e Salvador, as celebrações descritas acima, já enraizadas na cultura caiçara, continuam sendo as principais atrações para o veranista que escolher o litoral de São Paulo como destino no Carnaval.

A grande novidade deste ano será a estréia do "Carnabonde", que tentará retomar, em Santos, os antigos corsos carnavalescos.

A idéia é aproveitar o sucesso do bonde que percorre o centro histórico e fazer com que os foliões sigam o trajeto especialmente decorado.

O "Carnabonde" acontece neste sábado (17), às 16h, e marca a abertura do Carnaval no litoral paulista.

No litoral norte, o "Carnamar", em São Sebastião, e o "Banho da Dorotéia", em Ilhabela, são os principais destaques.

O tradicional desfile de barcos com decorações carnavalescas acontecerá no domingo (25), às 10h. A saída será na praia do Arrastão e os barcos percorrerão todo o canal de São Sebastião.

Serão distribuídos prêmios para as embarcações mais animadas e com decoração mais arrojada.

Em Ilhabela, os foliões precisam confeccionar fantasias de papel crepom para participar do "Banho da Dorotéia".

Como manda a tradição, após o desfile de terça (27), que percorre o centro da ilha a partir das 12h, moradores e turistas se atiram no mar pelas plataformas do píer.

As águas claras do local adquirem diferentes tonalidades com o crepom dissolvido, proporcionado um espetáculo visual singular.

O "Galo da Meia Noite", em Ubatuba, e o "Bloco das Piranhas", em Caraguatatuba, completam a lista das celebrações tradicionais.

No sul, o destaque é o retorno à passarela, dias 25 e 26, das escolas de samba de Peruíbe, após dois de ausência.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página