Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
13/06/2000 - 12h31

Temer também critica a ação da PM do Rio

Publicidade

da Folha Online

O presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB), criticaram a ação da polícia do Rio na segunda-feira (12) que resultou nas mortes da refém Geisa Firmo Gonçalves, 20, e do assaltante Sandro do Nascimento, 23.

Gregori, que também criticou a ação, afirmou que a entrega ao presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, do Plano Nacional Anti-Violência deverá ser adiantada e o programa estará com o presidente nos próximos dias.

Temer criticou o despreparo dos policiais que causa ações como esta que aconteceu no Rio de Janeiro. O deputado federal foi procurador-geral de Justiça de São Paulo e secretário estadual de Segurança Pública.

O presidente da Câmara acredita que tenha faltado aos policiais militares empenho para salvar a vida das reféns.

O ministro da Justiça reafirmou que é contrário ao uso das Forças Armadas no policiamento de rua. Ele disse também que a unificação das polícias não é uma das prioridades para o combate a violência.

As informações são da Agência Brasil e da Rádio CBN.



Leia mais sobre o ônibus sequestrado no Rio na Folha Online

Leia mais notícias de cotidiano na Folha Online

Discuta esta notícia nos Grupos de Discussão da Folha Online
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página