Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
15/06/2000 - 11h00

Soldados suspeitos de matar assaltante por asfixia alegarão legítima defesa

Publicidade

da Folha Online

Os soldados Luís Antônio de Lima Silva, Márcio Araújo David, Paulo Roberto Alves Monteiro e Flávio Doval Dias estão depondo no 15ª DP (Gávea), na zona sul do Rio de Janeiro.

Eles estavam no carro da polícia que levou o assaltante Sandro do Nascimento, responsável pelo seqüestro de um ônibus da linha 174 no Jardim Botânico, para o Hospital Souza Aguiar.

Sandro saiu ileso do confronto, morrendo por asfixia mecânica dentro do carro da polícia.

A asfixia mecânica ocorre quando alguém impede outra pessoa de respirar, seja por estrangulamento ou não. O advogado dos quatro soldados disse que eles vão alegar legítima defesa.

Os soldados serão ouvidos pela delegada Marta Rocha. O capitão Ricardo de Souza Rodrigues, que também estava no camburão, já foi ouvido no dia do seqüestro. As informações são da Globonews.

Clique aqui para ler toda a cobertura do caso na página especial Pânico no Rio

Leia mais notícias de cotidiano na Folha Online

Discuta esta notícia nos Grupos de Discussão da Folha Online
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página