Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
20/01/2002 - 14h33

Há uma escalada de violência contra o PT, diz Mercadante

Publicidade

da Folha Online

O deputado federal Aloizio Mercadante (PT) disse hoje que está havendo uma escalada de violência sem precedentes contra o Partido dos Trabalhadores. Além da morte do prefeito de Santo André, Celso Daniel, ele citou a morte de Antônio da Costa Santos, o Toninho do PT, ex-prefeito de Campinas assassinado no ano passado, além de ameaças contra vários outros membros do partido.

"A reação das autoridades está muito aquém do que precisamos. Para o assassinato de Toninho não temos ainda uma resposta satisfatória. Sobre as ameaças aos outros membros do partido, nenhuma foi esclarecida. Eu, assim que recebi ameaças, comuniquei à Polícia Federal, e nada foi feito", disse.

Segundo ele, é preciso que seja feito algo porque a "violência política rebaixa a democracia".

Mas o deputado disse que o problema não é apenas dos políticos. Segundo ele, a questão da segurança pública, principalmente no Estado de São Paulo, está fora de controle.

Ele afirma que o PT começa hoje a fazer uma campanha nacional contra a violência. A intenção é mobilizar o máximo de pessoas.

Sobre Celso Daniel, Mercadante disse que o assassinato causa uma perda imensa para o partido. "Nosso sentimento é de indignação e revolta. Nós demos aulas juntos na PUC, fundamos o PT juntos e ele, junto com o prefeito Toninho de Campinas, faziam parte do futuro do PT. O Celso Daniel dedicou a vida à causa pública."

Leia mais sobre o assassinato do prefeito de Santo André, Celso Daniel
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade