Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
21/01/2002 - 18h18

População pede "justiça" e "pena de morte" em enterro de prefeito

Publicidade

RICARDO FELTRIN
Editor de Cotidiano da Folha Online

No exato momento em que o caminhão do corpo de Bombeiros que carregou o caixão com o corpo do prefeito Celso Daniel entrava no cemitério da Vila Assunção, em Santo André, começou uma fina chuva sobre o local.

O caminhão entrou aplaudido pelas cerca de 50 mil pessoas que seguiram o cortejo desde a Câmara Municipal; milhares rodeavam toda a região do cemitério, cujo acesso é feito por pequenas ruas de um bairro de classe média da cidade.

Os moradores se revezavam gritando palavras de ordem: "Mataram o meu voto", gritavam grupos; "Justiça", pediam outros; "Pena de morte", começaram a gritar, único momento em que o coro cresceu muito de volume. Enquanto isso, acenavam lenços brancos e vermelhos.

"Celso Daniel era uma pessoa muito acima da média em termos intelectuais, e não só dentro PT, mas em relação a toda a classe política", disse à Folha Online a prefeita reeleita de Ribeirão Pires, Maria Inês Soares, 46, também do PT.

Enquanto a banda municipal tocava o Hino Nacional, pelo menos quatro pessoas passaram mal entre o público. Foram levadas às pressas para um ônibus-ambulatório montado dentro do cemitério. Cerca de cem policiais foram encarregados pela segurança do local.

Aos primeiros acordes do hino de Santo André, uma chuva de pétalas de rosas foi jogada de um helicóptero.

Não foi permitido à população ou à imprensa acompanhar a cerimônia de enterro.

Um locutor tentava acalmar a multidão que se aglomerava no local. "Esta grade não separa vocês do Celso Daniel. Não vamos transformar esta última homenagem em mais uma tragédia", dizia o locutor.

Após o enterro, o cemitério foi aberto para a visitação pública. A fina chuva do início do enterro ficou torrencial.

Leia mais sobre o assassinato do prefeito de Santo André, Celso Daniel
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade