Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
11/12/2008 - 19h32

Delegado afirma que ex de Susana Vieira morreu por overdose de cocaína

Publicidade

LUISA BELCHIOR
Colaboração para a Folha Online, no Rio

O delegado Rafael Willis, da 16ª Delegacia de Polícia (Barra), confirmou que a morte do ex-policial militar Marcelo da Silva, ex-marido da atriz Susana Vieira, foi causada por overdose de cocaína. Ele disse que o exame toxicológico no corpo vai poder mostrar se houve mistura com alguma outra substância.

Namorada afirma que ex de Susana Vieira utilizou cocaína e teve alucinações
Marcelo Silva foi o terceiro marido de Susana Vieira
Casamento com atriz se transformou em "novela" pública

O corpo de Silva foi encontrado na manhã desta quinta-feira dentro de um Polo Prata na garagem de um flat na Barra da Tijuca (zona oeste), onde ele morava há um mês com a nova namorada, a estudante Fernanda Cunha.

Julia Moraes - 19.fev.2007/Folha Imagem
Marcelo Silva e Susana Vieira, em 2007; Marcelo foi encontrado morto hoje, no Rio
Marcelo Silva e Susana Vieira, em 2007; Marcelo foi encontrado morto hoje, no Rio

A cocaína usada por Silva, segundo relatou a estudante em depoimento à 16ª DP, foi entregue a ele por policiais militares na tarde de quarta-feira (10). O delegado afirmou que vai abrir outro inquérito para identificar os policiais.

A Polícia Civil também fará uma nova perícia no carro de Silva, após constatar a presença de sangue no veículo. O veículo, que está na porta da delegacia, tem pequenas manchas de sangue, com tamanho aproximado ao de um dedo, espalhadas pelas laterais, no capô e no porta-malas do automóvel.

A namorada do ex-PM e funcionários do hotel relataram, segundo o delegado, que Marcelo da Silva fez um ferimento na boca na garagem do flat durante um dos surtos que teve antes de morrer.

Segundo os relatos das testemunhas, Silva travou uma "luta imaginária"e correu em volta do carro dizendo que havia inimigos seus dentro do automóvel. Após o transe, ele encostou no banco do carona e ficou desacordado. A namorada do ex-PM disse ter achado que ele havia dormido, mas que, quando a mãe de Silva chegou ao local, constatou que ele estava desacordado.

Ela foi ao Gmar (Grupamento Marítimo) do Corpo de Bombeiros da Barra, que fica próximo ao hotel, mas quando os bombeiros chegaram, Silva já estava morto, segundo a 16ª DP. O delegado Rafael Willis estima que o ex-PM ficou desacordado por pelo menos três horas --entre 6h e 9h, aproximadamente. Ainda não se sabe que horas ele morreu.

AgNews
Marcelo Silva e Susana Vieira quando ainda eram casados; Ana Maria Braga xingou Silva
Marcelo Silva e Susana Vieira quando ainda eram casados; Ana Maria Braga xingou Silva

Cocaína

Silva, segundo o delegado, consumiu "uma grande quantidade" de cocaína entre a tarde de quarta-feira e a madrugada desta quinta-feira. A estudante Fernanda Cunha contou em depoimento que ele recebeu a droga das mãos de policiais militares fardados no centro do Rio, onde o casal estava na tarde de quarta.

Após receber a droga, eles voltaram para a Barra a pedido da estudante, que disse estar passando mal --ela afirmou, segundo o depoimento, que sofre de pressão baixa-- e dormiu no caminho.

Cunha relatou à polícia que, quando acordou, o carro já estava entrando no motel Shalimar, no Vidigal (zona sul), onde o casal ficou das 15h de quarta às 4h de quinta-feira. Neste período, afirmou a estudante à polícia, Marcelo da Silva consumiu cocaína. Ela não soube precisar a quantidade e negou também ter feito uso da droga. O delegado Rafael Willis disse que ela não aparentava estar sob efeito de entorpecentes e disse que, em princípio, descarta que ela possa ter qualquer participação na morte do namorado.

Por volta das 3h, Fernanda contou que acordou e viu o namorado transtornado. Assustada, decidiu levá-lo ao flat do hotel Transamérica, na Barra, onde ela mora. O ex-PM, segundo o delegado, também viva no flat havia cerca de um mês.

Ao chegar na garagem do hotel, Silva teve um outro surto, o último antes de morrer. "Ele se atracou com uma pessoa imaginária. Ficou gritando muito, correndo em volta do carro, dando voltas no estacionamento", afirmou o delegado, com base no depoimento da namorada do ex-PM, de dois funcionários e de uma moradora do flat.

Vizinhos e funcionários do hotel foram à garagem para tentar ajudar. Uma das vizinhas, conforme a 16ª DP, chamou a mãe de Marcelo da Silva, que foi de carro até o Gmar da Barra para pedir socorro. Quando os bombeiros chegaram, Silva já estava morto, conforme a delegacia.

Apesar de ter circuito interno, o hotel não tem imagens do caso porque não havia câmeras no local, de acordo com o delegado Rafael Willis. Mas ele disse que a delegacia vai analisar todas as imagens captadas pelo circuito interno no momento em que Marcelo da Silva estava na garagem.

O corpo de Silva deve ser enterrado na sexta-feira (12) no cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap (zona oeste do Rio), segundo o pai do ex-PM, Eliseu Soares, 60. Ele disse ainda não saber o horário do enterro.

"Chocada"

A atriz Susana Vieira divulgou nesta quinta-feira uma curta nota sobre a morte de seu ex-marido.

"Estou muito triste e chocada. Que ele descanse em paz", foi tudo o que a atriz escreveu sobre o ex-policial, de quem anunciou a separação em novembro deste ano.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página