Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
24/07/2000 - 13h11

Soldado que atirou no seqüestrador do ônibus 174 continua prestando depoimento

Publicidade

da Folha Online

O soldado Marcelo Oliveira dos Santos continua no gabinete da delegada Marta Rocha, na delegacia da Gávea, prestando depoimento. A polícia quer saber porque Marcelo tentou atirar no seqüestrador Sandro do Nascimento, no momento em que ele apontava a arma para a refém Geisa Firmo Gonçalves.

Marcelo está na delegacia há mais de uma hora e meia. De acordo com o advogado Clóvis Sahione, que defende os policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), o policial militar usará o direito de ficar calado, e só deverá falar em juízo. As informações são da rádio CBN.

Depois do caso do ônibus 174, qual seria a melhor solução para evitar cenas como aquelas? Vote

Clique aqui para ler toda a cobertura do caso na página especial Pânico no Rio

Leia mais notícias de cotidiano na Folha Online

Discuta esta notícia nos Grupos de Discussão da Folha Online



 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página