Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
24/05/2003 - 18h39

Ministro Luiz Fux, do STJ, pode ter alta em 24 horas

da Folha Online

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Luiz Fux, 50, agredido ontem à noite durante um assalto a seu apartamento, em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, pode ter alta nas próximas 24 horas. A informação consta do último boletim médico sobre o estado de saúde do ministro, divulgado hoje à tarde pelo Hospital Copa D'Or onde ele está internado.

Site STJ

O juiz Luiz Fux
Segundo o boletim, o ministro Luiz Fux, ao dar entrada no hospital ontem, às 23h, apresentava hematomas e equimoses na face, couro cabeludo, joelho direito e membros superiores. Apresentava também laceração auricular (ouvido) no lado esquerdo, que levou à realização de cirurgia de reparo (sutura). A nota diz ainda que "exames complementares realizados não evidenciaram lesões de maior gravidade e seu quadro, no momento, é estável clinicamente, devendo receber alta hospitalar nas próximas 24 horas".

Assalto

Fux foi ferido no rosto e no joelho por golpes de marreta quando dois assaltantes armados invadiram seu apartamento. O ministro foi surpreendido quando chegava em casa, onde estavam a filha Mariana, 21, o filho Rodrigo, 19, e a mulher, Eliane. Lutador de jiu-jitsu, Fux teria reagido aos criminosos, que perguntavam onde estava o cofre. Além dele, sua filha foi agredida com tapas no rosto.

Enquanto a dupla agia no apartamento do ministro, outros dois assaltantes mantinham sob seu poder o porteiro do prédio.

A polícia atribui o assalto à casa de Fux a uma quadrilha de classe média especializada em arrombamento de cofres e que já estaria sendo procurada por outros crimes na zona sul do Rio. Os quatro assaltantes teriam entre 18 e 23 anos.

Com Agência Brasil

Leia mais
  • Passa bem o ministro do STJ agredido durante assalto no Rio
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página