Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
27/07/2003 - 18h38

Músicos do LS Jack e Art Popular brigam em aeroporto e terminam na delegacia

FABIANA CIMIERI
da Folha de São Paulo, no Rio

Integrantes das bandas LS Jack e Art Popular se envolveram numa briga hoje, no saguão do aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio.

Depois de discutirem e brigarem, os músicos foram para a delegacia registrar a ocorrência.

O pandeirista do Art Popular, Douglas José dos Santos, o Tcharlinho, e o vocalista do mesmo grupo, Márcio Art, sofreram ferimentos leves.

Divulgação
Integrantes da banda de pagode Art Popular

Eles foram levados para o hospital Souza Aguiar (centro), mas foram liberados em seguida.

Os dois grupos estavam no mesmo avião, que vinha de São Paulo para o Rio. Eles iriam se apresentar em um mesmo show para funcionários do Projac (estúdio da Rede Globo, em Jacarepaguá, zona norte do Rio).

Os grupos têm versões diferentes para o motivo da briga. De acordo com o empresário do Art Popular, Edgar Santos, houve um mal-entendido durante o vôo.

"Eles achavam que o Leandro Lehart [vocalista] tinha feito críticas ao novo CD do LS Jack, mas ele estava comentando o novo CD do Ed Motta, e não o do LS Jack", disse o empresário.

Divulgação
Músicos da banda LS Jack
No desembarque, integrantes do LS Jack teriam ido tomar satisfações com Lehart.

"Eles não quiseram trocar uma idéia. O Márcio [Art] tomou um soco na cara do vocalista do LS Jack [Marcus Menna], que chegou a quebrar seus óculos", disse Santos.

O pandeirista Tcharlinho sofreu uma torção no ombro durante a briga. Santos afirmou que os membros do LS Jack foram covardes.

"Olha só para eles", disse, referindo-se ao porte físico dos integrantes da outra banda.

O empresário do LS Jack, Marcelo Faria, disse que o grupo não iria comentar a briga. Mas ele confirmou que o início da briga teria sido "porque o Art popular estava falando mal do LS Jack".

Santos, do Art Popular, afirmou que registraria notícia-crime contra o LS Jack por agressão e por racismo.

Segundo ele, membros do LS Jack xingaram integrantes do Art popular de "pretos" e "paulistas".

O delegado da 5ª DP (Delegacia de Polícia), Leonardo Salgado, disse que irá abrir inquérito para apurar as responsabilidades. Mas adiantou que houve "agressões mútuas" e "lesão corporal recíproca".

O delegado afirmou que irá apurar se houve injúria qualificada (xingamento invocando raça e naturalidade).

O Art Popular é um grupo de pagode formado na zona norte de São Paulo. O primeiro CD do grupo foi lançado em 1993. Dos nove CDs, o mais vendido é "SambapopBrasil 1", com 800 mil cópias. Suas músicas de maior sucesso são "Pimpolho", "Trapaça" e "Nova Era".

O LS Jack foi formado em 96 com seis músicos que se conheceram numa faculdade do Rio. Eles acabam de lançar o quarto CD. O maior sucesso é a música "Carla", do CD "Vibe", que vendeu 180 mil cópias.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página