Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
18/08/2000 - 15h59

Capitão acusado de matar sequestrador de ônibus no Rio diz que queria imobilizá-lo

Publicidade

da Folha Online

O capitão Ricardo de Souza Soares disse, em depoimento há pouco, que tentou imobilizar assaltante Sandro do Nascimento, ao fim do seqüestro do ônibus 174, no Jardim Botânico, e que nunca teve a intenção de matá-lo.

O capitão, porém, confessou que apertou a cabeça de Sandro contra o corpo com a mão esquerda. Com a direita, afastou o queixo de Sandro, que tentava mordê-lo. Quando o assaltante desmaiou, o policial tentou fazer massagem cardíaca para reanimá-lo.

Segundo o capitão, Sandro parecia estar ferido quando entrou no camburão.

O assaltante, de acordo com o depoimento do capitão, babava muito e se debatia, dizendo que estava possuído e que ia matar alguém. Por isso os policiais tentaram imobilizá-lo. O depoimento durou cerca de 25 minutos. As informações são da Rádio CBN.


Depois do caso do ônibus 174, qual seria a melhor solução para evitar cenas como aquelas? Vote

Clique aqui para ler toda a cobertura do caso na página especial Pânico no Rio

Leia mais notícias de cotidiano na Folha Online

Discuta esta notícia nos Grupos de Discussão da Folha Online



 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página