Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
25/01/2004 - 19h10

Operário inaugura prédio da prefeitura ao lado de Marta Suplicy

Publicidade

LÍVIA MARRA
Editora de Cotidiano da Folha Online

José Ricardo Rodrigues, 30, deixou a família em João Pessoa (PB) e há alguns anos trabalha em São Paulo. Neste domingo, depois de trabalhar como encarregado de limpeza durante as obras de restauração do prédio que abriga a nova sede da Prefeitura de São Paulo, participou da inauguração do edifício, ao lado da prefeita Marta Suplicy (PT) e do presidente em exercício, José Alencar.

No mesmo dia em que a cidade completou 450 anos, Rodrigues descerrou a placa inaugural do prédio e, ao lado de Marta e de Alencar, participou do desenlace da fita de inauguração. Depois, emocionados, Marta e o trabalhador se abraçaram.

"Ela [a prefeita] falou que estava emocionada, e falei que eu também, afinal trabalhei duro aqui dentro", disse o encarregado de limpeza. "É a maior emoção que tive na minha vida", afirmou.

Funcionário há cerca de um ano da empresa contratada para reformar o antigo prédio do Banespinha, agora chamado Palácio do Anhangabaú, Rodrigues afirma que foi surpreendido pelo convite para participar da inauguração.

"Me pegaram de surpresa. Fiquei sabendo ontem que participaria da inauguração. Passou uma fita na minha cabeça sobre todo o trabalho que tivemos aqui", afirmou.

De acordo com Rodrigues, a etapa mais pesada dos trabalhos foi a retirada do entulho do prédio, que possui 14 andares e 27.800 m² de área construída.


André Porto/ Folha Imagem
Nova sede da Prefeitura de São Paulo é inaugurada
Nova sede

O prédio que agora abriga a sede da Prefeitura de São Paulo foi construído em 1939 para abrigar a sede das Indústrias Reunidas Matarazzo, mas passou para as mãos de outras empresas até se tornar propriedade do Banespa.

Todo revestido externamente de mármore travertino italiano, o edifício foi cedido à prefeitura como parte da negociação da divida de R$ 885 milhões que a extinta CMTC (Companhia Municipal de Transportes Coletivos) tinha com o banco.

Segundo a prefeitura, ficou decidido que o município passaria a dever R$ 156 milhões, a serem pagos em quatro anos. O Santander Banespa ganhou o direito de competir pelas contas dos funcionários públicos.

Revitalização do centro

A transferência da sede da prefeitura do Palácio das Indústrias (região do Parque Dom Pedro) para o Palácio do Anhangabaú (viaduto do Chá) faz parte do programa de revitalização do centro.

De acordo com a administração municipal, desde 2001 foram investidos R$ 85 milhões na região, e 130 projetos são desenvolvidos na área.

Ainda segundo a prefeitura, a transferência "abrirá espaço para a implantação de outro marco para a 'Cidade dos Mil Povos': o primeiro museu com acervo exclusivamente dedicado à história e memória da maior capital brasileira".

Com a saída dos funcionários do Palácio das Indústrias (antiga sede da prefeitura) na última semana, o prédio passará por uma reforma estrutural para receber o Museu da Cidade de São Paulo.

Especial
  • Saiba mais sobre os 450 anos de São Paulo
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página