Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
12/12/2006 - 10h39

PF prende ex-dono do Banco Santos e o filho em São Paulo

Publicidade

da Folha Online

A Polícia Federal voltou a prender hoje de manhã o ex-dono do Banco Santos, Edemar Cid Ferreira, e o seu filho Rodrigo Rodrigues Cid Ferreira.

O ex-banqueiro foi condenado a uma pena de 21 anos de reclusão e seu filho, a 16 anos de prisão, por crime contra o sistema financeiro, lavagem de dinheiro, crime organizado e formação de quadrilha. Trata-se da maior pena já recebida por um ex-dono de banco no Brasil.

O Banco Santos sofreu intervenção do Banco Central em novembro de 2004 e teve sua falência decretada em setembro do ano passado. O banco deixou um rombo de R$ 2,9 bilhões no sistema financeiro.

No total, o Banco Santos emprestou R$ 1,7 bilhão a clientes que não honraram os débitos.

Edemar e o filho foram presos em suas residências na manhã desta terça-feira e levados para o Centro de Detenção Provisória 2 de Guarulhos.

O ex-banqueiro teve a prisão preventiva decretada em maio pela Justiça Federal de São Paulo. Ele chegou a ficar 89 dias preso, mas conseguiu liberdade, no final de agosto, após uma liminar concedida pela 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal).

Outro lado

Os advogados Arnaldo Malheiros Filho, que defende Edemar Cid Ferreira, entrou com pedido de habeas corpus no TRF 3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região). Malheiros considera "ilegal" o decreto de prisão. Segundo o advogado, o juiz Fausto Martin de Sanctis partiu do princípio de que Edemar continuou a praticar crimes após o processo.

Leia mais
  • São Paulo começa dezembro com inflação de 0,51%, diz Fipe
  • Nasdaq lança oferta hostil para aquisição da Bolsa de Londres
  • Maranhão deixa BB sem conseguir conter "petização" do banco
  • Presidente é segundo que falha contra aparelhamento
  • Anac quer restringir horário de vôo charter em alta temporada
  • Mantega nega que demora em anunciar pacote gere incertezas

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Edemar Cid Ferreira
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página