Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
17/04/2007 - 18h03

PF apreende mais de R$ 1,5 milhão em operação contra lavagem de dinheiro

Publicidade

da Folha Online

Após a Operação Hurricane, contra o jogo ilegal, a Polícia Federal prendeu hoje 22 pessoas acusadas de envolvimento em crime financeiro e lavagem de dinheiro na operação intitulada Kaspar, deflagrada em três Estados --São Paulo, Bahia e Amazonas. Segundo a PF, foram apreendidos US$ 700 mil em espécie, R$ 177 mil, 24 carros, dezenas de relógios valiosos e uma pistola semi-automática.

Os 22 presos pertenciam a cinco grupos de "doleiros", independentes uns dos outros, que juntos movimentavam R$ 60 milhões por mês. Eles, porém, "interagiam entre si para potencializar a capacidade de atuação no câmbio negro de moedas no país, exatamente como acontece no mercado interbancário com as instituições financeiras", explicou a PF.

Outros três investigados estão foragidos: Marco Antonio Cursini, seu filho Caio Vinicius Cursini e Nick Salussoia.

Também foram apreendidos documentos relativos a transferências bancárias, movimentações financeiras, câmbio de moedas e propriedade de bens dos suspeitos, microcomputadores portáteis e discos rígidos de microcomputadores. Dos US$ 700 mil, US$ 550 mil foram encontrados em um compartimento secreto existente no escritório de um dos doleiros; dos carros, a maioria é de luxo, das marcas Porshe, Mercedes-Benz, Audi e Toyota.

Investigação

A investigação criminal teve início em setembro de 2006, a partir da identificação do "doleiro" Marco Antonio Cursini, que operava para um escritório de representação de um banco suíço, em São Paulo, promovendo o câmbio ilegal de moedas.

Em sete meses de investigações, foram identificados os líderes e integrantes de cinco grupos na capital paulista, que vinham atuando no mercado "negro" de câmbio de moedas para promover a evasão de divisas do país e garantir o uso de recursos financeiros de origem ilícita.

Segundo a polícia, foram "congeladas" 19 contas bancárias no Brasil --utilizadas pelos doleiros e seus maiores clientes para movimentar valores provenientes dos crimes financeiros-- e solicitado o bloqueio de seis contas bancárias nos Estados Unidos, Portugal e Panamá, pertencentes aos suspeitos.

Hoje, cerca de 240 policiais cumpriram 52 mandados de busca e apreensão em imóveis comerciais e residenciais localizados na região metropolitana de São Paulo e nos Estados do Rio de Janeiro, Bahia e Amazonas.

Leia mais
  • PF retoma hoje os depoimentos de mais cinco detidos em megaoperação
  • Veja vídeo da PF da apreensão do dinheiro em megaoperação
  • STF autoriza advogados dos presos na operação Hurricane a verem inquérito
  • PF rebate críticas de OAB sobre tratamento a advogados
  • PF vai pedir prorrogação da prisão temporária de presos em megaoperação
  • PF apreende mais de R$ 10 mi em operação; presos mantêm silêncio

    Especial
  • Leia mais sobre a Operação Hurricane
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página