Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
24/05/2007 - 14h17

País perde mais de R$ 2 bi por ano com sonegação no setor de combustíveis

Publicidade

da Agência Brasil

Anualmente a sonegação de impostos, contrabando, adulteração de combustíveis e outros crimes causam ao setor de derivados do petróleo prejuízos de cerca de R$ 2,6 bilhões. A preocupação com esses e outros temas foi assunto de debate durante o seminário "Distribuição de Combustíveis: Pontos cruciais para a moralização do setor", realizado em São Paulo.

O evento discutiu o processo de moralização e saneamento do setor de combustíveis no país, atualmente em curso, com foco nas particularidades do mercado paulista, um dos que apresentam o maior índice de irregularidade.

Dados do setor, divulgados durante o seminário, indicam que em todo o estado de São Paulo, existem atualmente mais de 200 postos clones, dos quais pelo menos cem copiam indevidamente a imagem da BR.

A sonegação de ICMS por esses postos chega a mais de R$ 91 milhões por ano. Para as distribuidoras idôneas, representa uma perda no faturamento de R$ 597 milhões por ano, além de um achatamento anual na margem de lucro da ordem de R$ 294 milhões.

Ao comentar os prejuízos para o setor varejistas, em particular para a Petrobras Distribuidora, Graça Foster ressaltou que a BR trabalha com o objetivo de conquistar o mercado pela eficiência econômica e empresarial, e pelo elevado padrão dos produtos e serviços ofertados.

"Somos líderes de mercado e o braço comercial da Petrobras. Portanto, temos a obrigação de estimular a reflexão e de buscar as melhores soluções para um importante segmento econômico, que gera milhares de empregos e responde por importante parcela da arrecadação de impostos no país", afirmou.

Leia mais
  • Álcool e gasolina ficam mais baratos nas bombas, indica ANP
  • Produção de gás natural fica estável em março, indica ANP
  • Índice de gasolina adulterada em São Paulo é o dobro do país
  • Prefeitura de SP firma acordo para combate à adulteração de gasolina
  • Álcool e gasolina respondem por 24,2% da inflação em abril, diz Fipe
  • Álcool sobe 5,19% em abril, mas cai 16% em relação a 2006

    Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre fraudes em postos de gasolina
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página