Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
25/05/2007 - 11h21

Coca-Cola compra fabricante de águas com sabor por US$ 4,1 bi

Publicidade

da Folha Online

A Coca-Cola chegou a um acordo para compra da Energy Brands, conhecida como Glaceau --fabricante da bebida Vitaminwater e líder do segmento de águas flavorizadas (do inglês "flavour", que significa sabor)--, por US$ 4,1 bilhões em dinheiro.

A Coca-Cola vinha mantendo negociações com a Glaceau desde abril, segundo reportagem do diário americano "The Wall Street Journal", como parte do esforço para reverter as quedas nas vendas nos EUA e estimular o consumo de bebidas fora do segmento de refrigerantes. Em fevereiro a Coca comprou a Fuze Beverage, fabricante de bebidas energéticas, chás e águas flavorizadas.

O valor do negócio superou as expectativas, segundo o "WSJ". No mês passado, a previsão era de que o preço a ser pago pela Glaceau fosse de US$ 3 bilhões --valor baseado no que foi atingido com a venda de 30% da empresa à Tata Tea (divisão do conglomerado indiano Tata Group) em agosto do ano passado, US$ 677 milhões.

Em um anúncio separado, a Tata Tea informou que pretende vender sua participação na Glaceau até o fim deste ano por cerca de US$ 1,2 bilhão.

A compra da Glaceau "afina ainda mais nossa atenção no restabelecimento do crescimento sustentável em nosso mercado doméstico, reforçando nosso sistema e avançando nas oportunidades de aquisições para ganhar participação em segmentos-chave", disse o presidente e diretor-operacional da Coca-Cola, Muhtar Kent. "A Glaceau e suas marcas nos dão oportunidades internacionais de longo prazo atraentes."

O negócio deve estar fechado no verão (inverno no Brasil). A Glaceau irá operar como uma unidade separada dentro da Coca-Cola North America. As diretorias de ambas aprovaram o negócio.

Analistas interpretaram esta compra como um movimento estratégico de Coca-Cola para ganhar espaço no segmento de bebidas não-gaseificadas, em que sua principal concorrente, Pepsi, estava ganhando terreno.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página