Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
02/10/2001 - 17h52

Demissão na indústria deve disparar em setembro

Publicidade

FABIANA FUTEMA
da Folha Online

A indústria paulista demitiu 12,5 mil trabalhadores em agosto, segundo a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo). Em setembro, a situação do emprego industrial em São Paulo deve ser ainda pior, prevê o diretor de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp, Roberto Faldini.

"A indústria está sendo obrigada a demitir, pois o volume de pedidos em carteira está muito baixo. Ninguém demite porque quer. Mas não dá para produzir se não houver pedido. Ninguém produz para fazer estoque", disse.

Os atentados terroristas aos Estados Unidos jogaram uma pá de cal no debilitado nível de emprego industrial, que já havia adiantado demissões para fugir dos novos encargos tributários da dispensa, em vigor desde o final de setembro.

No ano, a indústria de São Paulo acumula queda de 0,70% no nível de emprego, com uma redução de 11.323 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, a redução é de 0,12%, o que representa 1.971 vagas cortadas.

Até o final deste ano, o número de vagas cortadas pode superar o de vagas criadas em todo o ano de 2000, o que significa crescimento zero no nível de emprego industrial.

Leia mais sobre os reflexos do terrorismo na economia

 
[an error occurred while processing this directive]

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Voltar ao topo da página