Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
18/04/2008 - 11h30

França diz que vai dobrar ajuda aos países afetados pela crise dos alimentos

Publicidade

da France Presse, em Paris

A França duplicará neste ano o orçamento de sua ajuda alimentar para chegar aos 60 milhões de euros (cerca de US$ 94,3 milhões), anunciou nesta sexta-feira o presidente francês, Nicolas Sarkozy, ante os representantes das principais economias mundiais, reunidos em Paris, para falar de problemas ambientais.

"É urgente atuar para reforçar a segurança alimentar num momento em que 37 países conhecem uma grave crise alimentar. Não podemos continuar indiferentes frente à revolta dos que, nos países do sul, não podem comer quando têm fome", disse Sarkozy.

"Em breve vou propor uma associação mundial para a alimentação e agricultura. Precisamos de uma coordenação maior dos atores internacionais, instituições, Estados, setor privado e ONGs", acrescentou.

O chefe de Estado, que pronunciou seu discurso ante representantes das 16 principais economias do planeta reunidos em Paris, destacou o vínculo entre as crises alimentares e os transtornos climáticos.

A preocupação com a recente alta dos preços dos alimentos e o forte crescimento da demanda no mercado mundial foi tema de declarações de uma série de órgãos internacionais ao redor do mundo nas últimas semanas.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página