Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
14/05/2003 - 08h57

Faenquil já foi autarquia da prefeitura de Lorena (SP)

da Folha de S.Paulo, em São José dos Campos

A Faenquil foi fundada em 1969 por meio de uma lei municipal de Lorena. No entanto, na ocasião, a instituição de ensino era denominada Famenquil (Faculdade Municipal de Engenharia Química).

Em 1971, em razão da expansão de suas atividades, a autarquia foi transformada na Fundação Centro Vale de Ensino e Pesquisa Química Industrial e passou a se chamar Faenquil.

A construção das instalações da faculdade, atual campus 1, teve início em 1972, quando o governo do Estado repassou a verba necessária à viabilização do empreendimento.

No entanto, somente em 1977 a instituição começou a ministrar o curso de graduação em engenharia industrial química, com duração de cinco anos.

Em 1978, a Faenquil passou a chamar FTI (Fundação de Tecnologia Industrial) e deu início às operações da Usina Piloto de Álcool do Brasil.

A usina, que foi a primeira no Brasil para o desenvolvimento da tecnologia de álcool industrial como combustível alternativo, deu prestígio à instituição.

De 1980 a 1987, a instituição de ensino criou o curso de graduação em engenharia química e o Departamento de Biotecnologia. Além disso, foi gestora do Programa Nacional do Álcool.

Em 1988, a então FTI, implantou o programa de pós-graduação em engenharia de materiais. Dois anos depois, deu início ao curso de pós-graduação em engenharia da qualidade.

A Faenquil foi incorporada ao sistema estadual de ensino superior do Estado em 1991, sob a forma de autarquia de regime especial. Com a medida, a fundação foi extinta.

Dois anos depois, a então Faenquil iniciou as aulas do Cotel (Colégio Técnico de Lorena), que funciona próximo ao campus 1 da instituição e hoje atende cerca de 200 estudantes.

Em 1994, a Faenquil começou as aulas regulares do programa de pós-graduação em biotecnologia industrial.

Já os cursos de graduação em engenharia bioquímica e em engenharia de materiais foram criados pela instituição de ensino em 1998, quando também teve início a pós-graduação em matemática.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página