Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
25/09/2003 - 07h58

Idosos usam TV para suprir carência

Publicidade

da Folha de S.Paulo

Dos 15 milhões de brasileiros com mais de 60 anos, 87% assistem à TV todo santo dia, segundo o estudo Panorama da Maturidade, realizado pelo instituto Indicator. É a necessidade de suprir a carência deixada pela falta do parceiro e da família que justifica o índice de audiência tão alto, segundo a psicoterapeuta especializada em maturidade Maria Celia de Abreu. Porém, "nada substitui o toque e o carinho. Pode amenizar, mas não completa", diz ela.

Muitas vezes deixado de lado pela família, ainda que vivendo sob o mesmo teto, o idoso é "largado" em frente da TV para não incomodar. "É socialmente inaceitável manter o idoso trancado sozinho dentro de um quarto, mas, se diante dele tiver uma televisão, tudo bem. É uma maneira de a família se livrar da culpa de, além de não dar atenção ao parente, impedir que ele atrapalhe a rotina. E ele mesmo sabe disso", diz Abreu.

Manter-se "grudado" ao aparelho também pode causar danos à saúde, "que vão de demência a mal de Alzheimer", diz Cássio Bottino, coordenador do Projeto Terceira Idade do HC.

Leia mais
  • Televisão demais faz mal à saúde e pode viciar
  • Saiba como identificar a dependência de TV
  • Veja como quebrar o hábito de assistir TV em excesso
  • Veja quais são os males causados pelo excesso de TV
  • Saiba quais são os sinais de que a criança exagera na televisão
  • Conheça os possíveis efeitos da TV no telespectador mirim
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página