Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
18/04/2006 - 00h11

Juvenal Juvêncio é eleito presidente do São Paulo

Publicidade

da Folha Online

Pela segunda vez, Juvenal Juvêncio tornou-se presidente do São Paulo. Ontem, o Conselho Deliberativo o elegeu por 127 votos --o candidato de oposição, Marcelo Martines, obteve 101.

Vice de futebol na gestão de Marcelo Portugal Gouvêa, que deixou o clube ontem, Juvenal tinha presidido o clube de 1988 a 1990. Na ocasião, o São Paulo foi rebaixado à Série B do Paulista de 90, que, no entanto, fazia parte da primeira divisão em 91.

"Quando o futebol vai bem, tudo vai bem. A última administração ganhou títulos e aumentou o patrimônio. Vou manter isso", disse Juvenal.

A eleição ontem foi marcada por troca de acusações entre situação e oposição. Aliados da diretoria disseram que seus rivais tentaram uma manobra para lhes tirar votos. Isso porque entre 30 e 40 conselheiros da situação receberam telegramas em que eram informados que a eleição fora adiada para o dia 22 de abril.

O documento trazia o nome do conselheiro Carlos Zuanela, do grupo de Juvenal, como remetente. Ao saber do fato, Zuanela acusou Marcelo Martines de enviar os telegramas, forjando seu nome, e ameaçou ir à polícia.

O candidato da oposição negou a acusação. "Espero que ele faça o Boletim de Ocorrência", disse.

Na eleição para o Conselho Deliberativo, o aliado da diretoria Ademar de Barros venceu José Carlos Seabra Malta, com 120 votos contra 107. Édson Zago, também da situação, foi eleito presidente do Conselho Fiscal.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Juvenal Juvêncio
  • Leia o que já foi publicado sobre o São Paulo
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página