Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
05/05/2006 - 18h50

Após reunião, FPF proíbe torcidas organizadas de entrar nos estádios

Publicidade

da Folha Online

Em reunião realizada na tarde desta sexta-feira, a FPF (Federação Paulista de Futebol) decidiu proibir a presença das torcidas organizadas nos estádios de São Paulo. A medida é uma liminar que vale por, no máximo, 120 dias.

Além das torcidas organizadas, também estão vetadas as entradas de faixas, bandeiras e instrumentos musicais. Durante o período de validade da liminar, a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo investigará os crimes das torcidas organizadas.

A decisão foi tomada após os incidentes ocorridos no Pacaembu, na noite de quinta-feira, quando o Corinthians foi eliminado da Taça Libertadores da América pelo River Plate.

Na ocasião, a torcida corintiana, revoltada com mais um tropeço internacional do clube, entrou em violenta batalha com policiais, arrombou um portão que separa o campo da arquibancada e chegou a invadir o gramado, causando a interrupção da partida.

Vários torcedores xingaram os policiais, chamando-os para a briga. O revide veio com bombas de efeito moral e golpes de cassetetes. A briga tomou maiores proporções, com torcedores jogando paus, pedras e até torneiras nos acuados policiais. Pelo menos 26 pessoas ficaram feridas, 20 delas da PM.

Para o major Carlos Botelho, responsável pelo policiamento no Pacaembu, as organizadas do Corinthians foram responsáveis pelo terror no estádio.

"Foram membros de torcidas organizadas que tentaram invadir. Temos oito membros destas torcidas detidos no 23º Batalhão e eles terão que responder por seus atos."

O presidente da FPF, Marco Polo del Nero, disse que a decisão de proibir a presença de torcidas organizadas nos estádios visa afastar estes "falsos torcedores" das partidas.

"No momento a intenção é proibir a entrada dos vândalos nos estádios. Se tivermos uma decisão judicial rápida, os identificados podem ser proibidos liminarmente de entrarem. Esta decisão já é válida para o clássico de domingo em São José do Rio Preto [a partida entre Corinthians e São Paulo, que estava marcada para o Pacaembu, foi transferida para o interior do estado devido aos incidentes de quinta-feira]."

Sobre a possível interdição do Pacaembu, Del Nero afirmou que esta é uma decisão que deve ser tomada pela Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol).

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre o Corinthians
  • Leia o que já foi publicado sobre o São Paulo
  • Leia cobertura completa do Campeonato Brasileiro-2006
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página