Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
13/07/2006 - 10h56

"Tchau velhaco", diz semanário de extrema-direita francês a Zidane

Publicidade

da France Presse, em Paris

"Tchau velhaco" é a manchete do semanário de extrema-direita "Minute", em sua edição de quarta-feira, sobre o ídolo do futebol francês Zinedine Zidane, ilustrada por uma fotografia de sua cabeçada no italiano Marco Materazzi, na final da Copa do Mundo-06, no último domingo.

Em seu artigo sobre o jogo, em que a França perdeu para Itália nos pênaltis (5 a 3), depois de um empate por 1 a 1 no tempo regulamentar e na prorrogação, exibe a hostilidade e a ironia com que os meios de extrema-direita tratam a seleção nacional, que não julgam representativa da população francesa, em particular, devido à forte proporção de jogadores negros.

"Dez minutos antes, se canonizava", ironiza a revista na primeira página. Para "Minute", Zidane "esteve à altura de sua reputação, não a cultivada ultimamente, mas a que escondia um pouco suas más inclinações, que não deixou de manifestar durante sua brilhante carreira".

Na semana passada, o semanário já tinha lançado flechas contra os "Bleus" (azuis), ao perguntar se não havia muito negros na equipe francesa.

Para o semanário, a formação da equipe da França "leva o resto do mundo a crer que o povo francês é um povo de negros onde se pode encontrar ocasionalmente alguns brancos".

Dos 11 titulares da França que começaram a final contra a Itália, havia sete negros. Desses, quatro não nasceram na França.

Especial
  • Leia o que já foi publicado sobre Zidane
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página