Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
23/08/2001 - 17h02

São Paulo frustra Nelsinho e só empata com Vélez pela Mercosul

Publicidade

EDUARDO VIEIRA
da Folha Online

Apático e sem criatividade, o São Paulo fez hoje justamente aquilo que o técnico Nelsinho Baptista temia: desperdiçou pontos em casa.

Nesta tarde, o time paulista não passou de um empate com o argentino Vélez Sarsfield, por 1 a 1, no estádio do Morumbi, pela Copa Mercosul.

Mesmo com o resultado, o time do Morumbi lidera o Grupo D da competição sul-americana, com cinco pontos. Os argentinos somaram o primeiro ponto no torneio. Nesta chave, Talleres e Peñarol ainda jogam hoje à noite.

Frederico Domínguez abriu o placar para o time argentino, e França, de pênalti, empatou para os brasileiros, ambos no segundo tempo.

O resultado frustrou não só o treinador são-paulino, que pretendia se aproveitar da fragilidade do adversário _assolado por uma crise financeira_, como também os poucos torcedores que foram ao Morumbi.

A diretoria são-paulina havia feito uma promoção para tentar atrair os torcedores, mas também fracassou. O frio que faz na capital paulista nesta tarde também espantou a torcida.

O primeiro tempo foi sonolento, repleto de passes errados e quase sem jogadas com chances de gol dos dois lados.

A melhor oportunidade foi do Vélez, aos 43min, quando Falcón fez jogada individual e chutou para boa defesa de Rogério Ceni; no rebote, o mesmo Falcón completou por cima do gol, enquanto a defesa são-paulina reclamava impedimento.

Na etapa final, o São Paulo até tentou pressionar o rival. Logo aos 2min, Belletti cobrou falta da entrada da área pela direita, França fez o corta-luz, e Leonardo acertou a trave.

Mas foi o Vélez quem abriu o placar, aos 18min. Husain faz jogada pela esquerda e cruzou na pequena área para Domínguez marcar de cabeça.

O empate são-paulino aconteceu sete minutos depois. Luis Fabiano foi derrubado na área, e o juiz paraguaio Epifânio González marcou pênalti. Na cobrança, França converteu no canto esquerdo do goleiro Leyenda. Este foi o 31º gol do atacante, principal artilheiro da equipe na temporada.

Descontente, Nelsinho trocou os dois laterais, Belletti e Lino, por Reinaldo e Gustavo Nery, tentando explorar as jogadas pelas alas, além de sacar Leonardo para a entrada de Carlos Miguel.

"Não conseguimos escapar da marcação deles [Vélez]. Faltava espaço, porque eles vieram fechado, dispostos a empatar", afirmou Nelsinho.

As substituições não surtiram efeito e o São Paulo, sem criatividade, continuou esbarrando na marcação adversária. No final do jogo, a torcida protestou e vaiou o time paulista.

O próximo adversário do São Paulo na Mercosul será o Peñarol, em Montevidéu, somente no dia 12. O Vélez volta a jogar dia 30, contra o Talleres, em Córdoba.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Belletti (Reinaldo), Jean, Emerson e Lino (Gustavo Nery); Fábio Simplício, Júlio Baptista, Kaká e Leonardo (Carlos Miguel); Luís Fabiano e França
Técnico: Nelsinho Baptista

VÉLEZ SARSFIELD
Leyenda; Ladino, Dominguez e Cubero; Falcón (Méndez), Fuentes, Dudar, Frederico Domínguez e Somoza (José Basualdo); Camps (Pietravallo) e Darío Husain
Técnico: Carlos Compagnucci

Juiz: Epifanio Gonzáles (PAR)
Local: estádio do Morumbi, em São Paulo
Cartões amarelos: Emerson (SP) e Leyenda (VE)
Gols: Domínguez, aos 18min, e França, aos 25min, do segundo tempo

Leia mais sobre a Copa Mercosul:

  • Home

  • Grupo A

  • Grupo B

  • Grupo C

  • Grupo D

  • Grupo E

  • Artilheiros

  • Regulamento

  • Campeões

  • Curiosidades

  • História

  • Ranking

  • Grupos de discussão

  • Enquete
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página