Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
27/10/2001 - 18h27

Oscar supera Abdul-Jabbar e se torna maior cestinha do basquete

Publicidade

da Folha Online

O ala Oscar Schmidt, 44, alcançou hoje no clássico entre Flamengo e Fluminense, pelo Estadual do Rio, no Maracanãzinho, o recorde mundial extra-oficial de pontos e se emocionou muito ao ser homenageado.

O veterano jogador chegou aos 46.727 pontos na carreira, no segundo quarto do jogo, ultrapassando por dois pontos a marca do pivô norte-americano Kareem Abdul-Jabbar, uma das maiores lendas da história da NBA.

A marca de Oscar, no entanto, não deve ser reconhecida pela Fiba (Federação Internacional de Basquete) como o maior cestinha de todos os tempos.

O problema é que o jogador não conta com as estatísticas oficiais de todos os jogos que fez e em seus seis primeiros anos de carreira, Oscar não possui dados completos sobre suas pontuações.

Para chegar ao total hoje de 46.726 foram utilizados registros de jornais e arquivos pessoais, que maculam a marca.

Já os registros de Abdul-Jabbar não incluem os 2.067 pontos feitos quando ele atuava pelo circuito interescolar de Nova York.

Mesmo assim, o clime era de festa. Após marcar seu quarto ponto na partida, o jogo foi paralisado para que o ala flamenguista, recebesse diversas homenagens preparadas por seu clube, pela Federação Carioca de Basquete e CBB, e ele foi cercado por repórteres, fotógrafos e cinegrafistas, que haviam invadido a quadra.

No entanto, apesar de a festa ter sido organizada com antecedência, a diretoria do Flamengo acabou entregando ao jogador, num quadro, uma camisa especial que tinha escrito o total de pontos do recorde errado _47 mil.

A gafe não foi motivo para que Oscar não se emocionasse. O veterano ala, recordista brasileiro de participações olímpicas (cinco), chorou com a família, principalmente quando viu a entrada do filho mais velho, Felipe, 15, que estava nos EUA, onde estuda, e veio de surpresa, sem que o pai soubesse.

Na sequência, o jogo foi retomado, e o Flamengo venceu por 106 a 104, em partida confusa, em que o Fluminense terminou o jogo com apenas três jogadores. Oscar marcou no total 21 pontos.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página