Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
03/11/2001 - 18h00

Corinthians marca no final e arranca empate do São Paulo no clássico

Publicidade

da Folha Online

O Corinthians arrancou no final um empate de 1 a 1 do São Paulo hoje à tarde, no estádio Teixeirão, em São José do Rio Preto, pelo Campeonato Brasileiro. O resultado, em termos de classificação, se não foi de todo ruim, não chegou a agradar a nenhuma das duas equipes.

O São Paulo, com o empate, passa a somar 31 pontos ganhos e mantém um tabu de dois anos sem perder para o rival. Agora ocupa a 8ª colocação, mas deverá cair na tabela após os jogos de amanhã.

O Corinthians, por sua vez, segue invicto em clássicos paulistas no Brasileiro, chegando a 27 pontos, em 21 jogos, mas ainda distante da zona de classificação.

Os gols foram assinalados no segundo tempo. Kaká, aos 15min, e Deivid, aos 41min, foram os marcadores.

Apenas momentos antes do início do clássico, Luxemburgo anunciou a escalação do time corintiano, sem Gil no ataque, vetado pelo departamento médico. Luizão, que sofreu lesão na partida de quarta-feira contra o Universidad Católica, do Chile, pela Copa Mercosul, também desfalcou a equipe. Por isso, Deivid e Fernando Baiano formaram o ataque, com Lucianho compondo o meio-campo.

Ambos com várias alterações, os dois times fizeram um primeiro tempo bastante equilibrado. O Corinthians reteve por mais tempo a bola, mas não conseguiu penetrar com perigo na área adversária e nem arriscou chutes de média e longa distâncias.

A equipe do Morumbi optou pelos contra-ataques, tática frustrada nesta etapa pelo eficiente sistema de cobertura dos corintianos.

No primeiro lance de emoção da partida, aos 35min do primeiro tempo, Deivid completou de cabeça cruzamento da esquerda de Kléber e Júlio Santos salvou o gol debaixo das traves.

Três minutos depois, a resposta são-paulina foi à altura: França arriscou chute de virada da entrada da área e a bola explodiu no travessão da meta de Dida.

Com Fábio Simplício no lugar de Alexandre, o São Paulo voltou do intervalo mais disposto e utilizando mais velocidade nos ataques. Aos 5min, Leonardo enfiou na medida na direita para Dill, que bateu cruzado, mas mandou na rede pelo lado de fora.

Aos 12min, França roubou pela lateral, tocou para Dill, que, por sua vez, rolou para Kaká chutar da entrada da área e obrigar Dida a fazer difícil defesa. Três minutos depois, brilhou a estrela da jovem revelação são-paulina. Kaká recebeu livre de França na área e, consciente, colocou a bola no canto esquerdo de Dida, que não teve chance de defesa.

A partir daí, o time do Morumbi teve as melhores chances para ampliar o marcador. Dill e Kaká desperdiçaram seguidamente oportunidades incríveis de aumentar.

O Corinthians tentou pressionar, mas se ressentiu da ausência de Luizão e Gil na frente. Apenas aos 41min chegou ao empate. Kléber cruzou da esquerda, Deivid na área ajeitou e bateu forte, igualando o marcador.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Belletti, Reginaldo (Rogério Pinheiro), Júlio Santos e Lino; Maldonado, Alexandre (F. Simplício), Kaká e Leonardo (Adriano); França e Dill
Técnico: Nelsinho Baptista

CORINTHIANS
Dida; Fabinho (Otacílio), Scheidt, Batata e Kléber; César Sampaio, Rogério, Ricardinho e Luciano (Leandro); Deivid e Fernando Baiano (Édson Di)
Técnico: Wanderley Luxemburgo

Local: estádio Benedito Teixeira, em São José do Rio Preto (SP)
Horário: 16h
Juiz: Alfredo dos Santos Loebeling (SP)
Amarelos: Rogério Pinheiro, Kaká, Belletti e Rogério Ceni (S); Batata, César Sampaio e Leandro (C)
Gol: Kaká, aos 15min, e Deivid, aos 41min do segundo tempo

Leia mais sobre o Brasileiro:

  • Home

  • Artilheiros

  • Classificação

  • Regulamento

  • Calendário

  • Campeões

  • Curiosidades

  • História

  • Grupos de discussão

  • Divirta-se
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página