Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
15/11/2001 - 18h06

São Paulo vence e afunda o Flamengo no Brasileiro

Publicidade

RICARDO PERRONE
da Folha de S.Paulo

O São Paulo saiu ileso do temido confronto com o Flamengo, hoje à tarde, no Morumbi. O time paulista venceu por 3 a 1, manteve-se na zona do classificação do Brasileiro, com 40 pontos, e ainda aumentou as chances de o adversário terminar entre os quatro últimos.

Se isso ocorrer, a equipe carioca cairá para a segunda divisão, desde que os dirigentes não façam uma nova virada de mesa para salvar o clube do Rio de Janeiro.

Os cariocas tentarão evitar o vexame completo nas partidas contra Internacional, São Caetano e Palmeiras, seus últimos adversários no Nacional.

"Não sei o que acontece. Estamos correndo, lutando, mas não conseguimos vencer", disse o meia Juan, que voltou da seleção brasileira junto com Vampeta e Edílson. Os três jogaram hoje.

Antes da partida, os são-paulinos disseram temer serem prejudicados por erros de arbitragem. Mas o juiz gaúcho Carlos Eugênio Simon não teve influência no resultado do jogo, apesar de algumas reclamações.

Os são-paulinos se queixaram que haveria ocorrido impedimento no gol flamenguista e de um pênalti em Reginaldo Araújo, lance em que o árbitro marcou uma falta em dois lances, por entender ter havido obstrução.

Com a vitória, o clube do Morumbi ficou perto de cumprir a meta estipulada pelo técnico Nelsinho Baptista.

Ele exigiu que o time vencesse os seus três últimos compromissos no Morumbi. Só resta ao clube, que na partida anterior havia derrotado em casa o Botafogo-RJ, um confronto como mandante. A partida será contra o Atlético-MG, no próximo dia 2, na última rodada. Antes disso, o time enfrentará Cruzeiro e Vasco, como visitante.

O São Paulo abriu o placar após ser ameaçado nos primeiros oito minutos de jogo. A equipe paulista aproveitou a sua primeira chance, aos 10min, quando França marcou um belo gol. Na área, o atacante recebeu passe de Adriano, pela direita, driblou Juan, que caiu no gramado, e chutou forte para marcar.

O gol mudou a maneira de atuar da equipe de Nelsinho, que desorientou os rivais com rápidas trocas de passes, principalmente entre França, Kaká, Adriano e Luis Fabiano.

Mas o time paulista manteve o mesmo ritmo só até aos 20min da etapa inicial, apesar de ainda contra-atacar com rapidez. Os cariocas conseguiram equilibrar o jogo, só que sofreram com os seguidos erros nos passes.

Mesmo assim, o Flamengo chegou ao empate. Aos 33min, Felipe Mello tocou para a área, Ânderson mergulhou e empatou o jogo, de cabeça. Embora discretamente, o goleiro Rogério reclamou de impedimento no lance.

Como se estivesse apenas esperando a reação do adversário para voltar a imprimir um ritmo rápido, o time da casa empatou um minuto depois.
Após receber a bola na área, pelo lado direito, o atacante Luis Fabiano tocou na saída de Clêmer e colocou o São Paulo novamente em vantagem.

Com o gol, a equipe paulista reencontrou o futebol rápido e ofensivo para a empolgação de sua torcida, apesar das novas chances serem desperdiçadas.

A etapa final começou com uma forte chuva, que não atrapalhou a ofensividade das duas equipes. Desesperado pela vitória, o Flamengo procurou tomar a iniciativa desde o começo. As suas principais jogadas aconteceram com Petkovic e Edílson.

A maneira ofensiva de jogar do time de Zagallo permitiu que o São Paulo contra-atacasse com facilidade. Aos 22min, Reginaldo Araújo jogou a bola na área e Luis Fabiano tocou de pé direito para fazer 3 a 1.

Depois do gol, o Flamengo desistiu de tentar a reação. O São Paulo atacou com tranquilidade e desperdiçou chances para ampliar a vantagem.

SÃO PAULO

Rogério Ceni; Reginaldo Araújo, Emerson, Júlio Santos e Gustavo Nery; Maldonado, Fábio Simplício, Adriano (Júlio Baptista) e Kaká; França e Luis Fabiano
Técnico: Nelsinho Baptista

FLAMENGO

Clêmer; Alessandro, Juan, Fernando e Ânderson; Jorginho, Vampeta, Sobrinho e Felipe Mello (Roma); Edílson e Petkovic
Técnico: Zagallo

Local:
estádio do Morumbi, em São Paulo
Juiz: Carlos Eugênio Simon (RS)
Cartões amarelos: Reginaldo Araújo (S); Fernando, Vampeta (F)
Gols: França (S), aos 10min; Ânderson (F), aos 33min, Luis Fabiano (S), aos 34min do primeiro tempo; Luis Fabiano (S), aos 22min do segundo
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página