Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
18/11/2001 - 17h53

São Paulo goleia Cruzeiro e praticamente garante a classificação

Publicidade

da Folha Online

Pela matemática do técnico Nelsinho, o São Paulo está classificado. Pela dos jogadores, ainda não. De qualquer maneira, a goleada de hoje por 4 a 1 sobre o Cruzeiro, em pleno Mineirão, deixa o time do Morumbi de alto astral e em boas condições para ratificar a classificação nos seus dois jogos restantes pela primeira fase do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, a equipe paulista chega a 43 pontos ganhos e terá pela frente dois adversários com suas situações já definidas na competição: o eliminado Vasco, fora de casa, e o já classificado Atlético-MG, no Morumbi. O time mineiro, por sua vez, segue com 29 pontos, mas praticamente se livrou da ameaça de rebaixamento.

Kaká, aos 22min, Adriano, cobrando falta, aos 29min, e França, aos 35min, foram os marcadores no primeiro tempo. Cris descontou aos 19min e Luís Fabiano fechou o placar aos 25min da segunda etapa.

Aproveitando-se do desespero do adversário, que corria atrás da vitória para tentar fugir do rebaixamento, o São Paulo não encontrou dificuldades para chegar aos gols. Aos 22min, Kaká recebeu de França, ajeitou e soltou uma bomba, mandando a bola no ângulo superior esquerdo da meta de Bosco.

Aos 29min, Adriano bateu falta de média distância pela meia esquerda e novamente acertou o ângulo superior esquerdo de Bosco, que tentou em vão o golpe de vista. Aos 35min, o zagueiro Cris bobeou, Fábio Simplício roubou a bola e tocou para França, que se livrou de seu marcador e chutou cruzado, fora do alcance de Bosco: 3 a 0.

Para a etapa complementar, o técnico Marco Aurélio fez três mudanças de uma só vez no Cruzeiro: tirou Marcus Vinícius, o meia Sérgio Manoel e o atacante Alex, promovendo as entradas de Augusto Recife, Abedi e Jussiê, respectivamente. O time mineiro equilibrou as ações, mas encontrou dificuldades para chegar ao gol adversário.

O Cruzeiro conseguiu diminuir em lance de bola parada aos 19min. Depois da cobrança de escanteio, Oséas cabeceou livre, Rogério Ceni bateu roupa e Cris entrou rápido para mandar de cabeça para o fundo das redes.

A alegria dos cruzeirenses, no entanto, durou pouco. Aos 25min, o meio-campo deixou França escapar livre pelo meio e chutar rasteiro da entrada da área. Bosco rebateu e Luís Fabiano tocou para o gol, ampliando para 4 a 1.

A partir daí até o final, a equipe são-paulina, mesmo sem se esforçar, esteve mais perto de fazer o quinto, sexto e até do sétimo gols do que o Cruzeiro do seu segundo. Ao término da partida, a torcida mineira vaiou e xingou os jogadores, preservando apenas o lateral argentino Sorín.

CRUZEIRO
Bosco, Maicon, Luisão, Cris e Sorín; Marcus Vinícius (Augusto Recife), Ricardinho, Sérgio Manoel (Abedi) e Jorge Wagner; Alex (Jussiê) e Oséas
Técnico: Marco Aurélio

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Belletti, Emerson, Júlio Santos e Gustavo Nery; Fábio Simplício, Maldonado, Adriano (Alexandre) e Kaká; França e Luís Fabiano
Técnico: Nelsinho Baptista

Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Gols: Kaká, aos 22min, Adriano, aos 29min, e França, aos 35min do primeiro tempo. Cris, aos 19min, e Luís Fabiano, aos 25min do segundo
Juiz: Jorge Rabelo (RJ)
Amarelos: Marcus Vinícius (C); Maldonado (S)

Leia mais sobre o Brasileiro:

  • Home

  • Artilheiros

  • Classificação

  • Regulamento

  • Calendário

  • Campeões

  • Curiosidades

  • História

  • Grupos de discussão

  • Divirta-se

  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página