Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/01/2002 - 18h03

São Paulo tem três expulsos e só empata na abertura do Rio-SP

Publicidade

da Folha Online

O São Paulo deixou escapar os três pontos em sua estréia no Torneio Rio-São Paulo, neste sábado, contra o Etti, em Jundiaí. A equipe da capital chegou a estar vencendo por 3 a 1, mas permitiu a reação do adversário e o jogo terminou empatado, 3 a 3. Quatro jogadores foram expulsos: três são-paulinos e um do Etti.

O São Paulo foi mais perigoso e dominou quase todo o primeiro tempo, mostrando mais qualidade técnica e principalmente entrosamento. O atacante Reinaldo mostrou muita qualidade e oportunismo, marcando dois gols em sua estréia.

O primeiro gol aconteceu aos 12 minutos de jogo. Reinaldo recebeu um lançamento rasteiro dentro da área e foi derrubado por trás por um zagueiro adversário. Ele mesmo se encarregou da cobrança e chutou forte no meio do gol, abrindo o placar.

O São Paulo continuou dominando, mas não conseguia chegar ao gol do adversário. Até que aos 33 minutos Fábio Simplício lançou Belletti na direita e ele cruzou rasteiro para a entrada de Reinaldo, que desviou de calcanhar.

A tranqüila vitória do São Paulo se complicou um pouco aos 39 minutos. Fábio Simplício, que já havia recebido cartão amarelo, foi expulso por cometer falta por trás em Marcinho. O Etti pressionou, mas não conseguiu diminuir no primeiro tempo.

Logo no começo do segundo tempo, o árbitro Anselmo da Costa expulsou dois jogadores: Gustavo Nery e Marcinho. O lateral são-paulino levou uma cotovelada do adversário e revidou com um chute. Aos 13minutos, Nenê diminuiu chutando da entrada da área.

Aos 19 minutos, Reinaldo foi derrubado dentro da área do Etti e o árbitro marcou pênalti corretamente. Kaká cobrou com categoria e aumentou a diferença.

Mas o São Paulo não teve forças para segurar a vitória. Aos 31 minutos, Jean Carlos foi atingido por Júlio Santos e o árbitro marcou pênalti. Vágner Mancini cobrou com muita categoria e diminuiu.

Dois minutos depois, a defesa do São Paulo vacilou e permitiu que o zagueiro Tiago empatasse a partida com uma cabeçada certeira.

ETTI JUNDIAÍ
Arthur; Fábio Vidal, Renato Carioca, Thiago e Édson (Mauro); Fábio Gomes, Marcinho, Vágner Mancini e Ricardinho (Wallace); Piva (Nenê) e Jean Carlos.
Técnico: Giba.

SÃO PAULO
Rogério Ceni, Belletti, Émerson, Júlio Santos e Gustavo Nery; Maldonado, Fábio Simplício, Adriano (Souza, depois Wilson) e Kaká; Sandro Hiroshi (Júlio Batista) e Reinaldo.
Técnico: Nelsinho Baptista.

Gols: Reinaldo, aos 12 e aos 33 minutos do primeiro tempo; Nenê, aos 13, Cacá, aos 19, Vágner Mancini, aos 32, e Tiago, aos 34 da etapa final.

Local: Estádio Jaime Cintra, em Jundiaí.

Juiz: Anselmo da Costa.

Cartões amarelos: Renato Carioca, Fábio Vidal, Adriano, Júlio Santos e Fábio Simplício.

Cartôes vermelhos: Fábio Simplício, Marcinho, Gustavo Nery e Júlio Santos.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página