Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
06/06/2000 - 23h58

Marcelinho erra pênalti e põe Palmeiras na final da Libertadores

Publicidade

da Folha Online

A história se repetiu. Mais uma vez o Corinthians foi eliminado da Taça Libertadores da América pelo Palmeiras em uma decisão por pênaltis. Marcelinho, o maior ídolo da torcida, errou a última cobrança e fechou o placar das cobranças em 5 a 4.

No ano passado, os arqui-rivais fizeram o maior clássico paulista nas quartas-de-final da competição. Na ocasião, a exemplo do que aconteceu este ano, o Corinthians venceu a primeira partida e o Palmeiras a segunda. Nos pênaltis, o Palmeiras acabou levando a melhor. O time do Parque Antarctica ainda seria campeão em 99.

No tempo normal do jogo desta terça, o Palmeiras venceu por 3 a 2. Na primeira partida, o Corinthians havia vencido por 4 a 3.

O time do técnico Luiz Felipe Scolari vai enfrentar na final o vencedor do confrornto entre América do México e Boca Juniors, da Argentina, que jogam nesta quarta-feira, na cidade do México.

No primeiro jogo, o Boca venceu por 4 a 1.

O jogo

O jogo foi bastante movimentado durante todo o primeiro tempo. Nos 15 primeiros minutos, o Palmeiras já havia tido duas oportunidades claras de marcar e o Corinthians uma.

Aos 3min, Júnior chutou de fora da área para defesa de Dida. Logo em seguida, aos 4min, Luizão recebeu cruzamento da esquerda dentro da área e ficou de frente para o gol de Marcos, mas, desequilibrado, chutou fraco.

O meia Alex, que retornou da seleção brasileira, teve uma das melhores chances aos 13min. Depois de receber passe de Rogério, Alex driblou o goleiro Dida e chutou para o gol, mas o lateral Kléber salvou em cima da linha.

O Palmeiras abriu o placar aos 34min. Júnior cruzou da esquerda, a bola passou por todo a área e enganou o zagueiro Adílson, que foi encoberto. A bola acabou sobrando para o atacante Euller, que matou no peito e chutou cruzado da direita para fazer o primeiro gol do jogo.

Mas o Palmeiras não teve muito tempo para comemorar. Depois de 4 minutos, Luizão empatou o jogo completando de cabeça um escanteio cobrado por Marcelinho.

No segundo tempo, o jogo continuou com as duas equipes se movimentando muito e procurando o ataque.

Logo aos 6min, o Corinthians passou à frente no placar. Edílson fez jogada individual pela esquerda e cruzou rasteiro para trás. A bola chegou até Luizão, que chutou sem muita força. Marcos e Roque Júnior foram para a bola, que acabou desviando no zagueiro e entrando: 2 a 1.

Euller, um dos melhores jogadores em campo, foi até a linha de fundo aos 14min e cruzou da esquerda para a cabeça de César Sampaio. Kléber, novamente, salvou em cima da linha.

Trinta segundos depois, Euller foi novamente à linha de fundo e cruzou. Desta vez, a bola sobrou para Alex, que, com categoria, deu um toque colocado e encobriu o goleiro Marcos.

Aos 26min, o Palmeiras passou novamente à frente no placar. Alex cobrou falta e Galeano marcou de cabeça, aproveitando falha de Dida e Adílson, que ficaram olhando a bola passar até o jogador do Palmeiras.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página