Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/03/2002 - 17h59

Novato salva o Santos de derrota para o Botafogo no último minuto

Publicidade

da Folha Online

O meia Diego pode ter evitado hoje a queda do técnico Celso Roth. O novato, de 17 anos, marcou o último gol do Santos no empate de
3 a 3
com o Botafogo, aos 48min do segundo tempo, nesta tarde, na Vila Belmiro, pelo Torneio Rio-São Paulo.

O resultado, entretanto, não foi o ideal e nem abafou a crise que vem rondando o clube da Baixada. Durante o jogo, os torcedores xingaram novamente o técnico Celso Roth de burro e, no final, pediram contratações.

O meia Robert marcou, de cabeça, os outros dois gols do time paulista. O atacante Dodô, que reencontrou-se com a torcida santista pela primeira vez, também fez dois. Seu companheiro de setor, Taílson, fez o outro do Botafogo.

O empate mantém o Santos longe dos líderes do regional. Caiu para nono lugar, com 14 pontos. O Botafogo, que estava em terceiro até o início da rodada, também perdeu posições. Agora é o quinto, com 16.

O jogo
A partida começou bastante movimentado. O Santos abriu o placar logo aos 16min. Léo alcançou uma bola quase perdida na esquerda, cruzou e Robert desviou de cabeça, no canto direito do goleiro Kléber.

A torcida ainda comemorava quando o Botafogo empatou. Os cariocas saíram rápido do meio de campo, Léo Inácio levantou para a área e Dodô igualou.

Os dois times tiveram chance de marcar ainda no primeiro tempo, mas a bola de do zagueiro Cléber bateu na trave, e a falta cobrada por Sandro parou na grande defesa do goleiro Fábio Costa.

O Santos voltou do intervalo com duas alterações. Saíram Oséas, que teve uma atuação muito fraca, e Elano, para as entradas de Willian e Diego, respectivamente.

Mas foi o Botafogo quem iniciou a fase final surpreendendo. Taílson recebeu passe de Alexandre na área e chutou rasteiro para marcar. O gol fez Roth fazer outra mudança logo depois. Tirou o zagueiro Preto para colocar o meia Esquerdinha.

A alteração surtiu efeito logo depois. Aos 14min, Willian cruzou da direita e Robert, novamente de cabeça, que não é sua especialidade, empatou. Os donos da casa tiveram boa oportunidade para virar, mas Willian, depois de grande jogada individual, chutou para fora.

Aos 32min, Dodô não desperdiçou e colocou o Botafogo novamente à frente no placar. A partir dali o jogo ficou emocionante e Esquerdinha, quatro minutos depois, acertou o travessão.

Diego tentou aos 41min, mas falhou na conclusão. O teen não desanimou e, no último minuto, fez o gol de empate. O Santos quase virou nos acréscimos, com um chute de Esquerdinha no ângulo esquerdo de Kléber, mas o goleiro do Botafogo salvou.

SANTOS
Fábio Costa; Preto (Esquerdinha), Cléber e Odvan; Michel, Marcelo Silva, Renato, Robert e Léo; Elano (Diego) e Oséas (Willian)
Técnico: Celso Roth

BOTAFOGO
Kléeber; Fabiano, Sandro e Valdson; Cicinho (Rodrigo Fernandes), Carlos Alberto, Carlinhos (Almir), Alexandre e Léo Inácio; Taílson e Dodô
Técnico: Abel Braga

Local: Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro), Santos (SP)
Juiz: Luciano Augusto Almeida (DF)
Gols: Robert, aos 16min, e Dodô, aos 17min do
primeiro tempo. Taílson, aos 5min, Robert, aos 15min,
Dodô, aos 33min, e Diego, aos 46min do segundo.
Amarelos: Taílson e Carlos Alberto (B)

Saiba tudo sobre o Rio-São Paulo

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página