Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/04/2002 - 23h50

Erro do juiz garante vitória do Vasco contra o São Paulo

Publicidade

da Folha Online

Um erro do árbitro Luciano Augusto Almeida garantiu a vitória do Vasco na primeira partida das quartas-de-final da Copa do Brasil contra o São Paulo, 1 a 0, hoje, no estádio de São Januário, Rio de Janeiro.

O árbitro marcou um pênalti inexistente de Maldonado em Euller _a falta foi cometida fora da área. Romário, com a habitual categoria, marcou o único gol da partida, seu quinto na competição.

Como havia prometido o técnico Nelsinho Baptista, o São Paulo apostou em uma forte marcação para impedir que os jogadores de ataque vascaíno tivessem espaço para atuar. Nelsinho escalou a equipe com três zagueiros (Jean, Reginaldo e Emerson) e dois volantes (Maldonado e Fábio Simplício).

Maldonado recebeu a incumbência de perseguir Euller individualmente, enquanto Romário era marcado por Reginaldo.

O Vasco, por sua vez, concentrou seu jogo em cima da capacidade individual do armador Felipe. Com muita tècnica, o jogador ganhou a maioria dos lances contra os defensores são-paulinos. Euller, quando lançado, também incomodava.

As duas primeiras chances de gol foram são-paulinas. Aos 7min, Júlio Batista recebeu a bola na direita e chutou com a violência. A bola passou raspando o travessão de Helton. No minuto seguinte, Kaká recebeu um passe precioso de Fábio Simplício e perdeu o gol na cara do goleiro Vascaíno.

O Vasco também teve duas chances para marcar na etapa inicial, aos 24min e aos 29min, ambas com Felipe, chutando da entrada da área. Rogério Ceni, bem colocado, defendeu com segurança.

O primeiro tempo terminou com um lance polêmico, aos 44min. Após uma cobrança de falta, a bola sobrou para Jean, na pequena área, que abriu o placar para o São Paulo. Jean não estava impedido e um jogador do Vasco, o zagueiro Géder, havia colocado a mão na bola na tentativa de interceptar o cruzamento.

Cada equipe teve uma oportunidade para marcar no segundo tempo, mas o Vasco foi mais eficiente.

A chance do São Paulo foi desperdiçada aos 10min do primeiro tempo, quando França deixou Júlio Batista na cara do goleiro Helton, que fez ótima defesa.

O Vasco respondeu aos 14min, em um contra-ataque puxado por Euller. O atacante vascaíno foi derrubado fora da área, mas o árbitro considerou pênalti. Apesar das reclmações são-paulinas, Romário bateu com precisão e garantiu a vitória do Vasco.

VASCO
Helton; Leonardo, João Carlos, Géder e André Ladaga; Donizete Oliveira (Jamir), Rodrigo Souto, Léo Lima (Ely Thadeu) e Felipe (Alex Oliveira); Romário e Euller.
Técnico: Evaristo de Macedo.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Emerson, Jean e Reginaldo; Gabriel, Maldonado, Fábio Simplício (Lúcio Flávio), Lino (Belleti) e Kaká; França (Daniel Rossi) e Júlio Batista.
Técnico: Nelsinho Baptista.

Gols: Romário, aos 15min da etapa final.
Juiz: Luciano de Almeida (DF).
Cartões amarelos: Fábio Simplício, Reginaldo, Alex Oliveira, Rodrigo Souto e Júlio Batista.
Cartão vermelho: Reginaldo.
Local: estádio de São Januário, Rio de Janeiro.

Saiba tudo sobre a Copa do Brasil:


 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página