Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
12/05/2002 - 17h57

Parreira leva Corinthians à conquista do Rio-São Paulo após 36 anos

Publicidade

WAGNER EUFROSINO
GUIO BASTOS

da Folha Online

O Corinthians empatou em 1 a 1 com o São Paulo hoje à tarde no Morumbi e sagrou-se campeão do Torneio Rio-São Paulo, após 36 anos. Sua última conquista na competição ocorreu em 1966. Na primeira partida da decisão, o time do Parque São Jorge havia vencido por 3 a 2 e jogava pelo empate.
Confira os melhores lances do jogo.

O técnico Carlos Alberto Parreira conquistou o seu primeiro título de expressão por um clube paulista. "Ganhar um título dentro do país é importante, mas esse é mais especial por ser pelo Corinthians. Eu nunca vi nada parecido com essa torcida", disse o treinador.

Se Parreira festeja, Nelsinho Baptista fez sua despedida como treinador do São Paulo. Osvaldo de Oliveira (ex-Corinthians e Fluminense) deverá ser anunciado amanhã como seu substituto à frente da comissão técnica são-paulina.

Reinaldo marcou para a equipe do Morumbi logo aos 2min do primeiro tempo. Rogério, em cobrança de falta, igualou apenas aos 32min da etapa complementar.

O atacante França, contundido, sequer ficou no banco do São Paulo, mesmo depois de toda a expectativa gerada pela sua possível escalação, depois de um período de recuperação, no clássico durante toda a semana. A decisão de deixá-lo de fora da decisão foi tomada já no sábado, mas não foi divulgada como uma maneira de deixar o adversário apreensivo.

O São Paulo precisou de apenas quatro minutos de bola rolando para tirar a vantagem do Corinthians e jogar cerca de 40 minutos do primeiro tempo com uma mão na taça do Rio-São Paulo.

O time do Morumbi, mais inteiro fisicamente, pressionou desde o início e conseguiu marcar um gol logo de cara. Aos 2min, Lúcio Flávio cobrou falta pela direita e jogou a bola na área. O zagueiro Reginaldo, substituto de Émerson, barrado por deficiência técnica, escorou de cabeça para Reinaldo, que dominou e bateu rasteiro, abrindo o placar.

Dois minutos depois, o zagueiro Anderson parou Reinaldo com falta e recebeu o amarelo, deixando o Corinthians com três cartões contra 2 do São Paulo. Além de Anderson, Gil também foi advertido por jogo violento.

O time do Morumbi, em vantagem no marcador e no critério disciplinar, passou a jogar no contra-ataque e criou as melhores chances para ampliar na etapa. O Corinthians, por sua vez, não mudou sua forma de jogar e continuou tocando a bola, aguardando o melhor momento de concluir a gol. Em pelo menos duas oportunidades, chegou com perigo, mas faltou um finalizador para empurrar a bola para o fundo da rede e decretar o empate.

Aos poucos, o time corintiano foi aumentando seu domínio territorial e criando as chances de gols, obrigando os são-paulinos apelarem às faltas. Resultado: Maldonado e Reginaldo foram advertidos com o amarelo, igualando os números de cartões. Por ter melhor campanha, o Corinthians passou a jogar em vantagem para ficar com o título.

O São Paulo voltou do intervalo com Souza no lugar de Adriano no meio-campo, mas a alteração pouco efeito surgiu. A partida seguiu equilibrada, com as duas equipes criando poucas chances para marcar.

O Corinthians chegou ao empate apenas aos 32min em jogada de bola parada. Ricardinho sofreu falta de Maldonado pela meia direita. Rogério bateu com perfeição e mandou no ângulo superior esquerdo da meta de Rogério Ceni, fazendo um belo gol e igualando o marcador.

No final do jogo, Fabrício deu vários dribles seguidos em Jean e sofreu falta violenta. Em seguida, houve um princípio de tumulto, mas nenhuma agressão mais grave ocorreu. Depois do incidente, o juiz optou por encerrar a partida.

CORINTHIANS
Dida; Rogério, Fabio Luciano, Anderson e Kléber; Vampeta, Fabrício e Ricardinho; Deivid, Leandro (Renato) e Gil
Técnico: Carlos Alberto Parreira

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Belletti, Reginaldo, Jean e Gustavo Nery; Maldonado, Fabio Simplício (Julio Batista), Lúcio Flávio (Rafael) e Adriano (Souza); Reinaldo e Kaká
Técnico: Nelsinho Baptista

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo
Juiz: Paulo César de Oliveira (SP)
Gols: Reinaldo, aos 2min do primeiro tempo; Rogério, aos 32min do segundo
Amarelos: Maldonado e Reginaldo (S); Gil e Anderson (C)

Leia mais:

  •  Nelsinho encerra ciclo no São Paulo sem comemorar títulos

  •  Diretor do São Paulo confirma Oswaldo de Oliveira

  •  Herói do Corinthians quer se especializar nas cobranças de falta

  •  Vampeta culpa gripe e garganta inflamada por atuação apagada

  •  Mães são as principais homenageadas por jogadores corintianos



  • Leia mais sobre os torneios regionais:

  • Rio-São Paulo
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página