Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
26/05/2002 - 17h47

São Paulo empata com o Ituano e decide o título em casa

Publicidade

GUIO BASTOS
enviado especial da Folha Online a Itu

Com um gol do meia Júlio Baptista, aos 44min do segundo tempo, o São Paulo arrancou um valioso empate (2 a 2) contra o Ituano, em Itu _92 km a noroeste da capital_ e agora, mais tranqüilo, decide o título do Superpaulista na próxima quinta-feira, no Morumbi.

Fernando Santos/F.Imagem

São-paulinos festejam empate

Um novo empate leva o jogo para os pênaltis. Os gols do Ituano saíram dos pés dos atacantes. Fernando Gaúcho, aos 39min do primeiro tempo, e Basílio, aos 32min do segundo, fizeram para o Ituano.

Reinaldo, aos 23min, e Júlio Baptista, aos 44min da etapa final, quando o jogo já estava perdido para o São Paulo, marcaram para a equipe da capital.

A partida começou com muitas faltas. Apesar de ser visitante, o São Paulo tomou a iniciativa do jogo.

Já aos 2min, a equipe do Morumbi quase abriu o placar. Sandro Hiroshi cruzou, a bola passou por toda área, e o goleiro André Luís, do Ituano, salvou ao sair nos pés de Reinaldo.

A resposta do Ituano foi dada com Giuliano. Aos 8min, o lateral-direito invadiu a área e bateu para o gol. Roger se esticou e mandou para fora.

O jogo seguiu movimentado, mas os dois ataques, sem criatividade, facilitaram o trabalho para as defesas.

Depois dos 25min, o panorama do jogo se inverteu. O Ituano saiu mais para o ataque. Ao São Paulo restou aproveitar o contra-ataque.

Aos 31min, Basílio, que se movimentou bem na área são-paulina, chutou forte. Roger defendeu parcialmente e Jean tirou o perigo.

Quando o primeiro tempo dava a impressão que terminaria 0 a 0, o Ituano abriu o placar.

Aos 39 min, o gol do Ituano causou muita polêmica. Basílio lançou o lateral-esquerdo Lúcio. Ele cruzou para a área e Fernando gaúcho, na mesma linha do lateral Rafael, do São Paulo, mandou para a rede de Roger.

As duas equipes voltaram sem nenhuma alteração. Mas o jogo melhorou bastante e muitas chances de gol foram criadas.

A primeira oportunidade foi do São Paulo. Aos 12min, Reinado acertou um chute forte e André defendeu em dois tempos.

Logo depois, o árbitro Edílson Pereira de Carvalho deu uma força para o São Paulo. O goleiro Roger, que já tinha cartão amarelo, fez falta dura em Basílio e deveria ser expulso, mas o juiz deixou barato.

Como precisava do empate, o São Paulo foi para o ataque. Destaque para o goleiro André Luís, que fez boas defesas em lances Adriano e Reinaldo.

Aos 23min, André fez um outro milagre, mas não conseguiu evitar o gol de Reinaldo. Depois de uma cobrança de escanteio, a bola atravessou a área do Ituano e Reinaldo, na linha do gol, mandou para a rede: 1 a 1.

O Ituano sabia que precisava da vitória de qualquer forma e, depois de uma cobrança de falta, aos 32min, a equipe de Itu desempatou. Basílio se antecipou a defesa do São Paulo e, com um carrinho, tocou para o fundo do gol de Roger: 2 a 1.

Quando a torcida do Ituano já fazia festa e o técnico Ademir Fonseca pedia o final da partida, Júlio Baptista salvou o São Paulo, deixando, assim, a equipe da capital em situação confortável para o jogo da volta.

Em jogada individual, Júlio Baptista, com um chute forte, mandou no canto direito de André e calou a torcida em Itu, aos 44min.

ITUANO
André Luís, Giuliano, Erivélton, Vinícius e Lúcio; Pierre, Tita, Élson (Lima) e Juliano (Richarlyson); Basílio e Fernando Gaúcho (Silvinho)
Técnico: Ademir Fonseca

SÃO PAULO
Roger, Rafael (Gabriel), Émerson, Jean e Gustavo Nery; Maldonado, Fábio Simplício, Adriano (Souza) e Júlio Baptista; Reinaldo e Sandro Hiroshi (Oliveira)
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Gols: Fernando Gaúcho, aos 39min do primeiro tempo; Reinado, aos 23min; Basílio, aos 32min; e Júlio Baptista, aos 44min do segundo tempo.
Juiz: Edílson Pereira de Carvalho (SP)
Local: estádio Novelli Júnior, em Itu

Saiba tudo sobre o Campeonato Paulista:
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página