Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
31/07/2002 - 23h41

Cruzeiro vence Paysandu e fica perto do título da Copa dos Campeões

Publicidade

da Folha Online

Nem mesmo as mais de 53 mil pessoas que lotaram o estádio do Mangueirão, em Belém do Pará, conseguiram parar o Cruzeiro. O time de Minas Gerais venceu o Paysandu por 2 a 1 nesta quarta-feira e largou na frente na decisão da Copa dos Campeões.

Marcando muito bem no meio-campo, o Cruzeiro dominou sempre o jogo e conseguiu marcar seus gols com Fábio Júnior, o novo artilheiro do torneio, e Joãozinho. O gol do Paysandu foi de Sandro.

Agora, a equipe do técnico Marco Aurélio jogará pelo empate no próximo domingo, em Fortaleza, na partida que vai decidir o campeão da competição. Se conquistar o título da Copa dos Campeões, o Cruzeiro volta a disputar a Copa Libertadores da América, a mais importante competição de clubes da América do Sul.

Já o Paysandu vai ter problemas para tentar reverter a vantagem do adversário. Pela primeira vez, o time de Belém do Pará vai jogar fora de casa, em Fortaleza (CE).




Logo nos primeiros minutos, os times mostraram que a partida iria ser movimentada. Aos 2min, Lucas e Vânder tabelaram pela esquerda e o atacante apareceu livre, na cara do goleiro Marcão. Lucas, no entanto, concluiu para fora. Na sequência, Wélber recebeu pênalti e o juiz Edílson Pereira de Carvalho não marcou falta.

O Cruzeiro, que entrou com uma postura de marcação eficiente, pressionando o Paysandu com todos os seus jogadores, até mesmo os atacantes, dominou o início do jogo. O primeiro gol não demorou a sair. Aos 14min, Jorge Wágner cruzou da esquerda e Fábio Júnior cabeceou, sem chances de defesa para o goleiro Marcão.

Em desvantagem, o Paysandu partiu para a frente, apoiado por sua torcida. Apostando nas jogadas pelas laterais, que valeram a classificação nas semifinais, o time de Belém passou a pressionar a equipe mineira.

O empate veio aos 31min, com Sandro. Depois de uma bola na trave, o volante pegou o rebote e acertou um belo chute, no canto direito do goleiro Jefferson, que não alcançou a bola.

O empate acordou o Cruzeiro, que voltou a marcar bem e retomou o controle do jogo. O time de Minas Gerais chegou perto de marcar o segundo gol ainda na etapa inicial, mas os atacantes Lucas e Fábio Júnior não conseguiram superar o goleiro Marcão.

No segundo tempo, os dois times voltaram em ritmo mais cadenciado, controlando as ações no meio do campo. A torcida novamente foi vital para o Paysandu, que dominou os 15 primeiros minutos.

O Cruzeiro só voltou ao comando do jogo depois que o técnico Marco Aurélio colocou os jovens, e rápidos, Jussiê e Joãozinho. Em uma jogada de Leandro, pela esquerda, Joãozinho completou para o gol, marcando o segundo do Cruzeiro.

Em desvantagem no placar, o Paysandu foi para cima do time mineiro. A defesa cruzeirense, no entanto, passou a segurar o time da casa, principalmente com o zagueiro Cris, que fez uma grande partida.

Nos últimos minutos, quando a torcida do Cruzeiro já comemorava e os paraenses lamentavam a derrota, o Paysandu teve um pênalti a seu favor. Albertinho, entretanto, chutou muito mal e perdeu a melhor chance de empate de sua equipe.

PAYSANDU
Marcão; Marcos, Gino, Sérgio e Luís Fernando; Rogerinho, Sandro, Jóbson (Trindade) e Wélber; Jajá (Cleisson) e Wandick (Albertinho).
Técnico: Givanildo Oliveira.

CRUZEIRO
Jefferson; Maicon, Luizão, Cris e Leandro; Recife (Fernando Miguel), Ricardinho, Vânder e Jorge Wágner (Jussiê); Lucas (Joãozinho) e Fábio Júnior.
Técnico: Marco Aurélio.

Gols: Fábio Júnior, aos 13min do 1º, Sandro, aos 31min do 1º, e Joãozinho, aos 19min do 2º.
Cartões Amarelos: Rogerinho e Gino, para o Paysandu, e Ricardinho, Maicon, Recife, Joãozinho e Jefferson, para o Cruzeiro.
Árbitro: Edílson Pereira de carvalho.

Leia mais: Copa dos Campeões-2002

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página