Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
03/09/2002 - 15h57

Palmeiras acerta com o técnico Levir Culpi

Publicidade

da Folha Online
e da Folha de S.Paulo

O Palmeiras, que tenta deixar a zona de rebaixamento amanhã, às 20h30, diante do Coritiba, deixou de lado a inexperiência e a economia para começar de novo no Campeonato Brasileiro-2002.

Hoje à tarde, a diretoria do clube do Parque Antarctica acertou a contratação de Levir Culpi, 49, como novo técnico do time.

Ele substituirá Flávio Teixeira, o Murtosa, técnico com pouca rodagem -dirigiu o próprio Palmeiras duas vezes em apenas nove jogos- e barato (recebia cerca de R$ 35 mil mensais líquidos).

O novo treinador palmeirense tem em seu currículo conquistas como o Campeonato Mineiro, em 1998, pelo Cruzeiro, e o Paulista, em 2000, pelo São Paulo.

Além disso, ele não se enquadra à filosofia do "barato" imposta pelo presidente Mustafá Contursi. O salário do novo treinador gira em torno de R$ 80 mil mensais.

"O Palmeiras precisava de um treinador de ponta. Acertou em cheio com o Levir. É um dos melhores do país", disse Zinho.

A contratação de Culpi só foi definida após a desistência do clube em ter Giba, que, assim como Murtosa, também tem pouca experiência como treinador.

Giba não chegou a um acordo salarial com o clube paulista. Pediu R$ 60 mil mensais, enquanto o Palmeiras ofereceu R$ 50 mil.

Ele era o preferido do diretor de futebol Sebastião Lapola e de uma parte dos conselheiros do clube.

Uma outra ala defendia a contratação de um técnico experiente para comandar o time palmeirense, repleto de atletas jovens. E ganhou a queda-de-braço, já que Contursi não teria se esforçado para contratar Giba.

Com o fracasso na negociação com o ex-técnico do Jundiaí, Lapola ligou para Culpi, que estava em Curitiba, no início da manhã de hoje. Voltaram a se falar, por telefone, no começo da tarde e chegaram a um acordo.

Com ele, foi contratado o auxiliar Luis Roberto Matter, que trabalhou com o novo treinador palmeirense no São Paulo.

Levir Culpi dirigirá a equipe até o final deste ano. Ele assinará contrato e será apresentado amanhã, às 16h30, no CT.

À noite, acompanhará a partida entre Palmeiras e Coritiba das tribunas do Parque Antarctica.

Karmino Colombini, técnico da equipe de juniores do clube, comandará o time, que tenta sair da zona de rebaixamento do Brasileiro -é apenas o 24º colocado, com cinco pontos.

"Eu acompanhei muito o Palmeiras neste campeonato. Eu acho que o time está passando por uma situação falsa. O clube tem um bom elenco. Tem uma grande torcida e uma boa estrutura. Tenho convicção de que vamos sair dessa situação", afirmou Levir Culpi à Folha de S.Paulo.

Os jogadores palmeirenses, que foram chamados de "apáticos" por Murtosa e teriam boicotado o trabalho do técnico, elogiaram a chegada de Culpi.

"É um treinador vitorioso, experiente. Tomara que ele nos ajude", afirmou o goleiro Marcos.

"Foi uma boa escolha. Espero que ele nos tire dessa situação incômoda. Sua experiência vai ajudar a nos reerguer", disse o zagueiro Alexandre.

Currículo
Culpi estava desempregado desde que deixou o Atlético-MG, após perder para o arqui-rival Cruzeiro nas semifinais da Copa Sul-Minas. Este será o quarto time paulista que ele dirigirá. Os outros foram Inter de Limeira (1988-89 e 91), Guarani (94), Lusa (95) e São Paulo (2000).

Em seu currículo consta passagens também por Juventude, Atlético-PR, Náutico, Marcilio Dias, Criciúma, Internacional-RS, Coritiba, Paraná, Cruzeiro, Sport, Cerezo Osaka (Japão), seleção de juniores da Arábia Saudita e Al-Ittifaq, do mesmo país.

Entre seus principais títulos estão o Paranaense (93), os Mineiros (95, 96 e 98), o Paulista (2000), a Copa do Brasil (96), a Centro-Oeste (99) e a Recopa Sul-Americana (99).

Leia mais: Campeonato Brasileiro
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página