Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
18/09/2002 - 22h34

Santos bate o Vasco, quebra tabu de 11 meses e chega à vice-liderança

da Folha de S.Paulo

Depois de 11 meses, o Santos voltou a vencer um jogo fora de casa. A vítima foi o Vasco, no Rio.

Com a vitória de 2 a 1, o time do litoral ainda alcançou o segundo lugar do Brasileiro-02, com 20 pontos. Já os cariocas afundaram na crise _ocupam o 22º lugar na tabela, um posto acima da zona do rebaixamento.

O primeiro gol do jogo saiu enquanto cada equipe ainda "estudava" a outra. Em uma falha da marcação da defesa vascaína, aos 6min, o meia Elano recebeu livre, invadiu a área rival e tocou na saída do goleiro Fábio.

A desvantagem, entretanto, não fez o time carioca, que teve atletas agredidos pela própria torcida no último domingo, perder o controle. Com o avanço dos laterais, o time criava seguidas chances, como aos 11min, quando Rogério Corrêa chutou a bola na trave.

Assim, pressionando, o Vasco não demorou para chegar ao empate. Aos 17min, o atacante Souza livrou-se da marcação de Preto, invadiu a área e tocou na saída do goleiro Rafael, que substituia o lesionado Júlio Sérgio.

Com a saída do atacante Alberto, machucado, a situação para o Santos parecia tornar-se cada vez mais complicada.

Mas, com a expulsão do volante Haroldo, o Vasco ficou com um jogador a menos e a partida voltou a ficar equilibrada.

No intervalo, descontente com a marcação de Preto sobre Souza, o técnico Leão tirou o zagueiro e colocou Pereira no time do Santos.

Com a vantagem no número de jogadores em campo, o time paulista começou a segunda etapa no ataque, mas dava espaço para os contra-ataques do Vasco, geralmente iniciados por Petkovic.

Mas foi o Santos que acabou desempatando o jogo, aos 18min, depois que Diego cobrou escanteio para o zagueiro Alex cabecear forte e marcar.

Novamente em desvantagem, o Vasco não encontrou forças dessa vez para empatar.

Em uma cabeçada de Souza, o time chegou a acertar a trave do Santos, que no entanto manteve o controle e quebrou a série de fracassos como visitante.

VASCO
Fábio; Herique, Geder, Rogério Pinheiro e Wederson (Rodrigo Souto); Haroldo, Rogério Corrêa, Léo Lima (Ely Tadeu) e Petkovic; Souza e Cadu (Siston)
Técnico: Antônio Lopes.

SANTOS
Rafael; Maurinho (Douglas), Preto (Pereira), Alex e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano e Diego; Robinho e Alberto (Alberto)
Técnico: Emerson Leão.

Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).
Juiz: Wilson de Souza Mendonça.
Cartões amarelos: Haroldo, Rogério Pinheiro (V), Rogério Corrêa; Léo, Willian (S)
Cartão vermelho: Haroldo (V).
Gols: Elano, aos 5min, Souza, aos 17min do do primeiro tempo; Alex, aos 17min do segundo tempo

Leia mais: Campeonato Brasileiro
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página