Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
08/01/2003 - 21h06

Corinthians contrata Geninho para o lugar de Parreira

EDUARDO ARRUDA e
FERNANDO MELLO
da Folha de S.Paulo

Um dia depois de perder Carlos Alberto Parreira para a CBF, o Corinthians acertou a contratação de Geninho, 54, para comandar a equipe no Campeonato Paulista, no Nacional e na Libertadores.

O treinador, que dirigiu a equipe do Atlético-MG no Brasileiro do ano passado, será apresentado sexta, no Parque São Jorge.

Campeão nacional com o Atlético-PR em 2001, Geninho terá que trabalhar com a comissão técnica deixada por Parreira. Terá como companheiros o preparador físico Moracy Sant'Anna e o preparador de goleiros Solitinho.

Oficialmente, o clube não quis confirmar o acerto. "Só vamos falar do novo técnico na sexta", disse o vice Antonio Roque Citadini.

A Folha de S.Paulo apurou que o acordo, acertado hoje em almoço entre o treinador e Citadini, em princípio, durará um ano. A assinatura do contrato acontece na sexta.

A data da apresentação foi definida pelo próprio Geninho, que pediu dois dias para comunicar seu desligamento do clube mineiro. Até hoje, o Atlético-MG não havia sido informado oficialmente do acerto com o Corinthians.

Em Belo Horizonte, o presidente do clube mineiro, Ricardo Guimarães, disse que acreditava na "palavra" de Geninho de que o técnico permaneceria no Atlético pelo menos até dezembro.

Os atleticanos reservadamente afirmam que se sentem traídos pelo treinador porque o mantiveram empregado mesmo após a humilhante derrota para o próprio Corinthians, no primeiro mata-mata do Campeonato Brasileiro-2002 -6 a 2, em pleno Mineirão, e 2 a 1, no Morumbi.

Com o aviso de Parreira ontem de que iria comandar a seleção brasileira, o Corinthians logo saiu à procura de um novo treinador. Alguns nomes foram colocados em discussão pela cúpula corintiana, como o de Tite, do Grêmio, mas venceu o de Geninho.

Um dos fatores para a escolha do ex-técnico do Santos foi o fato de que Geninho não terá que pagar multa para rescindir seu contrato com o clube mineiro.

O salário do técnico deve ser equivalente ao que Parreira recebia -cerca de R$ 90 mil mensais.

Mesmo antes de saber do acordo, o novo técnico da seleção rasgava elogios em relação ao sucessor. "O Geninho é um grande treinador, equilibrado. Vai encontrar no Corinthians um grupo de jogadores maravilhoso."

Amanhã, o tetracampeão vai ao Parque São Jorge para se despedir oficialmente de seus atletas e do clube onde conquistou a Copa do Brasil e o Rio-SP em 2002.

Com a chegada do novo treinador, o Corinthians deve, enfim, acertar a contratação de alguns reforços. Até agora apenas o zagueiro Capone, que estava no futebol turco, foi contratado.

As prioridades da diretoria são um volante, um meia e um atacante. A cúpula também afirma que fará força para manter no Parque São Jorge o pentacampeão Vampeta -que, com os direitos federativos nas mãos do Flamengo, não aceitou proposta para jogar no Cruzeiro.

Hoje, os jogadores corintianos elogiaram a escolha do novo técnico. "O Geninho é um grande treinador e passou por várias grandes equipes brasileiras", afirmou o zagueiro Fábio Luciano, capitão da equipe paulista.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página