Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
24/09/2000 - 01h00

Popó vence argentino e mantém cinturão dos superpenas

Publicidade

da Folha Online

Após um início de luta fulminante, o brasileiro Acelino "Popó" Freitas teve dificuldades para vencer hoje o argentino Carlos Alberto Ramón Rios, nono colocado no ranking atual, defendendo pela quinta vez o título mundial dos superpenas da OMB (Organização Mundial de Boxe), em Toronto, no Canadá.

Popó, agora soma 27 nocautes, em 27 combates na carreira, venceu o combate por nocaute técnico no nono assalto.

No primeiro assalto, Popó partiu para o ataque e com um direto e dois ganchos, quase liquida o combate.

No segundo e terceiro assaltos, o argentino conseguiu equilibrar a luta, e até arriscou o ataque, acertando dois bons golpes contra o brasileiro.

Rios continuou crescendo no combate, e no final do quarto assalto, quase derrubou o brasileiro após uma série de golpes cruzados.

O quinto round permaneceu equilibrado, mas o brasileiro se recuperou com um direto de direta e uma sequência de ganchos, empurrando o adversário para as cordas.

Nos rounds seguintes, a luta se tornou travada, com os dois pugilistas desgastados e muitos clinches, e o argentino sendo inclusive advertido por golpes baixos.

Popó liquidou o combate no nono assalto, após uma sequência de golpes que derrubou o adversário. Após o juiz abrir a contagem, o técnico do argentino jogou a toalha.

Em preparação para a luta, o brasileiro chegou a passar 48h dentro de um tipo de estufa para perder peso e se enquadrar no limite da categoria superpena (até 58,9 kg).

Antes da luta, Popó havia cogitado mudar de categoria, proposta que foi refutada por Ricardo Maldonado, seu representante internacional.

Leia mais sobre esporte na Folha Online

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página