Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
19/03/2003 - 23h38

Robinho quebra o jejum e Santos garante vaga na 2ª fase da Libertadores

da Folha Online

O Santos garantiu classificação às oitavas-de-final da Taça Libertadores ao derrotar o América de Cali, da Colômbia, por 3 a 0, hoje, no estádio da Vila Belmiro, em Santos, pelo Grupo 3. O atacante Robinho, que não marcava gol desde a final do Brasileiro de 2002 contra o Corinthians, quebrou o jejum na temporada.

O Santos lidera a chave com 10 pontos. O El Nacional do Equador tem cinco, o América soma quatro e o 12 de Octubre, na lanterna, tem apenas três. El Nacional e América, que podem chegar ao mesmo número de pontos do Santos, têm um confronto direto. Por isso a equipe brasileira já garantiu a sua vaga.

Depois de ter perdido por 5 a 1 para o Santos na primeira partida, em Cali, o América entrou na Vila Belmiro disposto a fazer uma forte marcação e neutralizar Robinho e Diego.

A tática, no entanto, não deu certo. Logo aos três minutos, Michel escapou livre pela direita e cruzou para Diego. O meio-campista acertou um chute de primeira e venceu o goleiro Zapata.

O América reclamou de um pênalti do zagueiro Alex no atacante Vazquez, mas o árbitro argentino Daniel Gimenez considerou o lance normal.

Aos 24min, Robinho recebeu um bom passe de Diego e, com muita categoria, encobriu o goleiro Zapata. Foi o seu primeiro gol na temporada. Antes do final do primeiro tempo, Robinho ainda teve outra chance para marcar, mas foi travado pelo zagueiro Asprilla.

Após a marcação do gol, Robinho foi abraçado por Elano, com quem havia brigado no jogo anterior, contra o El Nacional. Na ocasião, os dois foram sacados no intervalo pelo técnico Emerson Leão. Hoje, provaram que a briga está superada.

Os primeiros minutos do segundo tempo foram marcados por uma forte pressão do time colombiano, que buscava o empate para melhorar a sua situação no grupo.

O Santos procurou administrar o resultado -e a classificação- sem se arriscar muito e evitando se desgastar inutilmente.

Mesmo assim, chegou ao terceiro gol com Ricardo Oliveira, aos 32min, após um chute torto de Nenê.

SANTOS
Fábio Costa; Michel, Alex, André Luís e Léo (Rubens Cardoso); Paulo Almeida, Renato, Elano (Nenê) e Diego (Daniel); Robinho e Ricardo Oliveira
Técnico: Emerson Leão

AMÉRICA DE CALI
Zapata; Ivan Lopes, Luis Asprila, Tierradentro e Bustos; Navajo, Banguero, Vargas e Ferreira; Leonardo Moreno e Vasquez
Técnico: Fernando Castro

Local: Vila Belmiro, em Santos
Juiz: Daniel Giménez (Argentina)
Cartões amarelos: Navarro, André Luiz, Banguero e Vargas
Gols: Diego, aos 3min, e Robinho, aos 24min do primeiro tempo; Ricardo Oliveira, aos 32min da etapa final

Especial
  • Taça Libertadores
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página