Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
04/10/2000 - 22h27

São Paulo cede empate no final, mas assume liderança isolada

Publicidade

da Folha Online

Sem o atacante França e o meia Souza, por opção do técnico Levir Culpi, o São Paulo contou com excepcional atuação do goleiro Rogério Ceni, mas deixou a vitória escapar no último minuto do jogo de hoje contra o Grêmio, pela Copa João Havelange.

Depois de defender um pênalti com Rogério e marcar de falta com o goleiro ainda no primeiro tempo, o São Paulo permitiu a reação do Grêmio e cedeu o empate em um 1 a 1 aos 47min do segundo tempo.

Apesar do empate, o São Paulo assume a liderança isolada do Brasileiro, condição que o clube paulista não alcançava desde 1996.

Sem perder há oito partidas na Copa João Havelange _a última derrota foi para o Atlético-PR, no dia 26 de agosto, em Curitiba_, o São Paulo está agora com 27 pontos, um à frente do Goiás, que tem um jogo a mais.

O goleiro, convocado para defender a seleção brasileira no próximo domingo, contra a Venezuela, pelas eliminatórias da Copa de 2002, teve atuação decisiva na partida.

No primeiro tempo, aos 38min, o juiz marcou pênalti do lateral-esquerdo Gustavo Nery sobre o atacante Ronaldinho. O próprio atacante bateu, mas Rogério defendeu seu segundo pênalti seguido na competição _havia defendido um contra o Gama.

Ainda no primeiro tempo, aos 47min, em cobrança de falta, Rogério marcou seu 20º gol na carreira, 16º de falta _os outros quatro foram de pênalti.

No segundo tempo, o São Paulo apenas se limitou a se defender. No final da partida, já nos descontos, o atacante Warley marcou o gol de empate, com um chute rasteiro de pé direito, no acnto esquerdo de Rogério.

O jogo pode ter sido um dos últimos do técnico Levir Culpi no São Paulo. Na segunda-feira, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, deverá anunciar o nome do novo treinador da seleção brasileira. O comandante do São Paulo é um dos mais cotados para assumir o cargo.

SÃO PAULO
Rogério; Pimentel, Rogério Pinheiro, Wilson e Gustavo Nery; Alexandre, Fábio Simplício, Beto (Júlio Batista) e Carlos Miguel; Sandro Hiroshi e Marcelo Ramos (Ilan)
Técnico: Levir Culpi

GRÊMIO
Danrlei, Itaqui, Marinho, Nenê e Patrício; Anderson, Gavião, Eduardo Costa (Warley) e Zinho; Paulo Nunes (Adão) e Ronaldinho (Edinho)
Técnico: Celso Roth

Local: Morumbi;
Juiz: Marco Antônio Colares (CE);
Cartões amarelos: Fábio Simplício, Alexandre e Ilan (S); Patrício, Eduardo Costa e Anderson (G);
Gol: Rogério, aos 47min do primeiro tempo; Warley, 45min do segundo tempo



Leia mais sobre a Copa João Havelange

Leia mais sobre esporte na Folha Online
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página