Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
10/05/2003 - 17h59

Cruzeiro vence o Santos na Vila e chega à liderança do Brasileiro

da Folha Online

No duelo do melhor ataque contra a até então defesa menos vazada, o Cruzeiro levou a melhor e derrotou o Santos por 2 a 0, neste sábado, na Vila Belmiro. O gols da partida foram marcados por Mota e pelo colombiano Aristzábal que, junto com Deivid e Alex, forma o setor ofensivo mais eficiente do Campeonato Brasileiro (25 gols).

Com o resultado, a equipe mineira chegou aos 20 pontos e assumiu a liderança provisória do Nacional. O Inter-RS, que joga neste domingo contra o Guarani, fora de casa, tem 18. Os santistas permaneceram com 14, em terceiro lugar.

No primeiro tempo, apenas um lance levantou a torcida que compareceu em bom número à Vila. Aos 24min, Robinho fez boa jogada individual ao passar por dois adversários e tocou para Nenê na área. O ex-palmeirense dominou, mas chutou para fora, à esquerda do goleiro Gomes, desperdiçando grande chance.

O que predominou nos primeiros 45 minutos foi a forte marcação, principalmente do Cruzeiro. Deivid e Aristzábal, ajudados por Alex, pressionavam a saída de bola do Santos, que tinha dificuldade em iniciar as jogadas na defesa. O futebol-arte se resumiu a apenas um lance, em que o meia Renato deu dois chapeús seguidos.

Na segunda etapa os times foram mais ousados e o jogo ficou melhor tecnicamente. Logo aos 3min, Aristzábal recebeu na entrada da área e chutou no ângulo esquerdo de Fábio Costa.

Onze minutos depois, Diego arrancou da intermediária, tabelou com Robinho, ficou cara a cara com o goleiro Gomes, mas chutou para fora, perdendo o gol mais feito do jogo.

Aos 26min o Cruzeiro teria feito 2 a 0 se o juiz Wilson de Souza Mendonça não tivesse anulado erroneamente um gol. Aristzábal desviou cobrança de escanteio, Fábio Costa fez grande defesa e, na sobra, Deivid cabeceou para o gol _Elano se esforçou, mas tirou a bola depois da linha. O árbitro, entretanto, viu impedimento de Deivid na jogada.

Mas aos 42min o time mineiro deu o golpe de misericórdia, desta vez validado pelo juiz. Mota, que havia acabado de entrar, completou cruzamento de Márcio e fez o segundo.

SANTOS
Fábio Costa; Elano, Preto, Alex e Léo; Daniel (Fabiano), Renato, Diego e Nenê (William); Robinho (Douglas) e Ricardo Oliveira
Técnico: Emerson Leão

CRUZEIRO
Gomes; Maurinho, Edu Dracena, Thiago e Leandro; Recife (Márcio), Maldonado, Sandro (Felipe Melo) e Alex; Artistizábal e Deivid (Mota)
Técnico: Wanderley Luxemburgo

Gols: Aristzábal, aos 3min, e Mota, aos 42min do segundo tempo
Cartões amarelos: William (S); Maldonado, Recife e Sandro (C)
Local: Vila Belmiro, em Santos
Juiz: Wilson de Souza Mendonça

Leia mais
  • Lesão no joelho tira Ricardo Oliveira do Santos por um mês
  • Com time misto, Corinthians vence o Criciúma no Pacaembu
  • Flamengo empata com o Goiás no Serra Dourada
  • Veja como ficou a classificação
  • Confira os jogos deste final de semana

    Especial
  • Campeonato Brasileiro
  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página