Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
01/06/2003 - 17h57

Falha de Rogério Ceni garante vitória do Santos no clássico

da Folha Online

O Santos venceu neste domingo o primeiro clássico paulista no Campeonato Brasileiro-2003, ao fazer 3 a 2 sobre o São Paulo, na Vila Belmiro. Com a partida empatada, os santistas chegaram ao gol da vitória graças a uma falha do goleiro Rogério Ceni. Além do bom resultado, o Santos comemorou o seu 1000º gol no Nacional.

O resultado mantém o Santos em terceiro lugar na tabela de classificação, com 21 pontos. O São Paulo tem 18 e caiu para a sétima colocação.

Os dois times apostaram em formações mais defensivas. O São Paulo entrou em campo sem os meio-campistas Kaká e Ricardinho, machucados. Além deles, Fabiano e Carlos Alberto também estavam suspensos. Por isso, o técnico interino Roberto Rojas optou por escalar três volantes -Alexandre, Júlio Baptista e Adriano.

No Santos, o técnico Emerson Leão optou por escalar o volante Fabiano na vaga do machucado Ricardo Oliveira. William e Douglas, que foram testados na vaga de Ricardo Oliveira em jogos anteriores, não agradaram.

Por jogar em seu estádio, o Santos tomou a iniciativa da partida. Logo aos 16min, Renato recebeu a bola na esquerda, tentou aplicar um chapéu em Thiago e foi derrubado pelo adversário. Diego cobrou com categoria e empatou.

Em desvantagem no placar, o São Paulo procurou usar as laterais para chegar ao empate. Aos 34min, Luís Fabiano dividiu a bola com Pereira e foi puxado pelo rival. Assim como Diego, Luís Fabiano cobrou deslocando Fábio Costa, e empatou a partida.

Na etapa final, o Santos poderia ter aberto o placar aos 10min. Elano fez ótima jogada individual, se e livrou da marcação adversária e chutou forte. A bola explodiu na trave.

Quatro minutos, não houve jeito. Robinho lançou Léo, impedido, na esquerda. O lateral-esquerdo cruzou na medida para Fabiano, que cabeceou no canto, sem chance de defesa para Rogério Ceni.

Rojas, então, resolveu mexer na equipe, tirando o apático Reinaldo e também Aílton, colocando, respectivamente, Rico e Kléber em campo.

Com eles, o São Paulo ganhou um pouco mais de velocidade no ataque e chegou ao empate aos 28min. Luís Fabiano recebeu a bola nas costas da defesa santista e tocou para Rico, completamente livre. Ele tocou na saída de Fábio Costa.

O São Paulo só não contava com uma falha de Rogério Ceni. Aos 36min, ele rebateu para o meio da área uma falta cobrada com violência por Alex. Renato, bem colocado, tocou para o gol de cabeça e garantiu a vitória do Santos.

O próximo jogo do Santos será contra o Independiente de Medellín, na quarta-feira, pela semifinal da Taça Libertadores. Pelo Brasileiro, o Santos jogará no próximo sábado, quando o Guarani, em Campinas. Já o adversário do São Paulo será o Bahia, domingo que vem, no estádio do Morumbi.

SANTOS
Fábio Costa, Wellington, Pereira, Alex e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano e Diego; Robinho e Fabiano
Técnico: Emerson Leão

SÃO PAULO
Rogério Ceni, Tiago (Fábio Simplício), Jean, Gustavo Nery e Jorginho Paulista; Adriano, Alexandre, Júlio Baptista e Aílton (Kléber); Reinaldo (Rico) e Luís Fabiano
Técnico: Roberto Rojas

Local: estádio da Vila Belmiro, em Santos
Árbitro: Sálvio Spindola Fagundes Filho (SP)
Cartões amarelos: Tiago, Luís Fabiano, Júlio Baptista, Rico, Gustavo Nery, Elano, Alex, Pereira e Renato
Gols: Diego, aos 16min, e Luís Fabiano, aos 34min do primeiro tempo; Fabiano, aos 14min, Rico, aos 28min, e Renato, aos 36min do segundo tempo

Especial
  • Campeonato Brasileiro


  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página