Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
07/06/2003 - 17h51

Santos joga 45 minutos, bate o Guarani e divide a ponta com o Cruzeiro

da Folha Online

Depois de apresentar um futebol sofrível no primeiro tempo, o Santos "entrou em campo" na segunda etapa, virou e venceu o Guarani por 2 a 1, neste sábado, em Campinas. Os gols foram marcados pelo reserva Douglas, que entrou para a história do clube por ter feito o tento de número 1.000 em campeonatos brasileiros, e pelo meia Elano. O atacante Wagner fez o único dos donos da casa.

O resultado faz o campeão brasileiro passar a dividir a liderança do Nacional com o Cruzeiro, com 24 pontos. Os mineiros, entretanto, levam dupla vantagem, pois têm um jogo a menos e saldo de gols superior _15 contra 10. A equipe de Belo Horizonte folga na rodada pois neste domingo disputa o primeiro jogo da final da Copa do Brasil com o Flamengo. O Inter-RS, com 22, joga com o Criciúma.

A partida em Campinas começou com ritmo acelerado, mas aos poucos foi se transformando em um péssimo espetáculo de futebol. Aos 9min, Robinho recebeu do lado esquerdo na intermediária, avançou e bateu cruzado, com a bola passando rente ao travessão. A partir daí o que se viu foram dois times sem nenhuma inspiração, com inúmeros passes errados e faltas.

Apenas aos 30min é que houve outro lance de perigo. O lateral-esquerdo Léo tentou evitar um escanteio e a bola sobrou de graça para Wagner, que bateu mal, por cima do gol. Mas no minuto seguinte o ex-atacante do São Caetano não deixou a oportunidade escapar. Ele foi lançado por Marquinhos após o volante santista Paulo Almeida perder a bola no ataque, viu Fábio Costa adiantado e tocou por cobertura, marcando um belo gol.

No intervalo o técnico Emerson Leão tirou Robinho, que teve fraquíssima atuação, e colocou Douglas. Desfez também o esquema 3-6-1, trocando o zagueiro Preto pelo lateral-direito Reginaldo Araújo. As mudanças surtiram efeito imediato.

Em oito minutos o Santos já tinha perdido dois gols, com Elano e Douglas. Em ambas as oportunidades o goleiro Jean foi quem impediu o gol. Com a expulsão do volante Emerson, principal marcador do time, o arqueiro do Guarani teve que trabalhar ainda mais e fez duas outras boas defesas, aos 22min e 24min. Mas aos 30min não impediu o gol de Douglas. O atacante reserva aproveitou um chute desviado de Elano e tocou de cabeça.

Dois minutos depois, Elano chutou de dentro da área, a bola se chocou no travessão, bateu na perna do meia e entrou. Com a virada os santistas passaram a gastar o tempo, tocando a bola e esperando o apito final do juiz para comemorar a vitória.

GUARANI
Jean; Bruno Quadros, Paulão e Juninho; Simão, Emerson, Reinaldo (Esquerdinha), Marquinhos (Rinaldo) e Alex; Wagner e Rodrigão (Leandro Guerreiro)
Técnico: Pepe

SANTOS
Fábio Costa; Preto (Reginaldo Araújo), Pereira e André Luís; Elano, Paulo Almeida (Rubens Cardoso), Renato, Diego e e Léo; Robinho (Douglas) e Nenê
Técnico: Emerson Leão

Gols: Wagner, aos 31min do primeiro tempo; Douglas, aos 30min, e Elano, aos 32min da segunda etapa
Local: estádio Brinco de Ouro, em Campinas
Juiz: Cléber Wellington Abade (SP)
Cartões amarelos: Simão (G); Pereira, Paulo Almeida e André Luís (S)
Cartão vermelho: Emerson (G)

Especial
  • Campeonato Brasileiro

  •  

    Publicidade

    Publicidade

    Publicidade


     

    Voltar ao topo da página